Uma análise da política pública de habitação urbana no estado de São Paulo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2021.173754

Palavras-chave:

Desenvolvimento, Habitação, Programa de Aceleração do Crescimento

Resumo

Considerados importantes marcos na política habitacional do estado de São Paulo, neste artigo são analisados os processos de implementação do Programa de Aceleração do Crescimento: Minha Casa Minha Vida (PAC-MCMV) e de Urbanização de Assentamentos Precários (PAC-UAP). Para tanto, se apresentam dados do histórico dos programas habitacionais brasileiros e paulistas e da política desenvolvida nesses programas específicos, além de considerações sobre o modo como as políticas públicas se efetivaram nesse estado e em sua cidade-região. Quanto ao procedimento metodológico, a partir de uma investigação descritivo-analítica, observaram-se o número de obras concluídas e o volume dos investimentos. Os resultados revelaram que, embora essas políticas públicas tenham números expressivos de habitações e estejam pulverizadas por todo o estado, há uma grande concentração desses empreendimentos na Região Administrativa de Campinas e na Região Metropolitana de São Paulo, ambas na cidade-região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angélica Vieira De Souza-Lopes, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutora em Geografia (2017) e Mestra em Geografia (2013)  pela UNESP - Campus de Rio Claro. Bacharela em Geografia (2011), com ênfase em Análise Sócio-Espacial e Planejamento Territorial, e Licenciada em Geografia (2010), pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Rio Claro.

Thiago Bueno Saab, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Professor de Geografia, Geógrafo, e doutorando em Geografia pela Universidade Estadual Paulista - UNESP, Campus de Rio Claro. Possui Licenciatura em Geografia pela Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP (2011)  e Mestrado em Geografia pela Universidade Estadual de Londrina - UEL (2014).

Referências

ABDALA, B.; NUNES, J. Desenvolvimento, governança e coesão territorial: a atualidade para o debate. In: ENANPUR, 18, 2019, Natal, Anais do XVIII ENANPUR 2019. Natal, p. 1-25, 2019. Disponível em: http://anpur.org.br/xviiienanpur/anaisadmin/capapdf.php?reqid=1500. Acesso em set. 2019.

ABERS, R. N. Conflitos, mobilizações e participação institucionalizada: a relação entre a sociedade civil e a construção de grandes obras de infraestrutura. Rio de Janeiro: IPEA, 2016.

ABREU, C. R. de. Orçamento Público: Uma análise das transformações do instrumento para a formulação de políticas públicas de investimento em infraestrutura. 2014. 311 p. Tese (Doutorado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade de Brasília, Brasília.

ABREU, C. R.; CÂMARA, L. M. O orçamento público como instrumento de ação governamental: uma análise de suas redefinições no contexto da formulação de políticas públicas de infraestrutura. Revista de Administração Pública: publicação da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, v. 49, n. 1, p. 73-90, jan./fev. 2015.

BARBOSA, N.; SOUZA, J. A. P. A inflexão do Governo Lula: política econômica, crescimento e distribuição de renda. São Paulo. 2010. Disponível em: https://dowbor.org/2010/10/a-inflexao-do-governo-lula-politica-economica-crescimento-e-distribuicao-de-renda-out-2010-2.html/. Acesso em jun. 2019.

BONDUKI, N. G. Origens da habitação social no Brasil. Análise Social: publicação do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal, v. 28, n. 127, p. 711-732, 1994.

BRANDÃO, C. A. Prefácio. In: STEINBERGER, M. (Org.). Território, Estado e políticas públicas espaciais. Brasília: Ler Editora, 2013a. p. 5-7.

BRANDÃO, C. A. Pacto federativo, reescalonamento do Estado e desafios para a integração e coesão regionais e para legitimar políticas de desenvolvimento regional no Brasil. In: BRANDÃO, C. A.; SIQUEIRA, H. (Orgs.). Pacto federativo, integração nacional e desenvolvimento regional. São Paulo: Editora FPA, 2013b. p. 163-174.

BRASIL. Ministério das Cidades. Secretaria Nacional de Habitação. Avanços e desafios: política nacional de habitação. Brasília, 2010.

BRASIL. Comitê Gestor do PAC. 6° Balanço do PAC 2015-2018. 2018a. Disponível em: http://pac.gov.br/pub/up/relatorio/11fbe9b2f7cbecb3ec5c1f9f67b5f3be.pdf. Acesso em 23 maio 2019.

BRASIL. Comitê Gestor do PAC. 6° Balanço do PAC 2015-2018 – Cartilha Regional São Paulo. 2018b. Disponível em: http://pac.gov.br/sobre-o-pac/publicacoesnacionais. Acesso em 23 maio 2019.

BRASIL. Comitê Gestor do PAC. Indicadores sobre Minha Casa Minha Vida. 2018c. Disponível em: http://dados.gov.br/dataset/minha-casa-minha-vida. Acesso em 23 maio 2019.

CALDAS, M. F.; VALE, M. L. O programa de aceleração do crescimento e as obras de infraestrutura urbana – avanços e desafios. In: URBFAVELAS – Seminário Nacional sobre Urbanização de Favelas, 1, 2014. Anais do URBFAVELAS – Seminário Nacional sobre Urbanização de Favelas. São Bernardo do Campo: UFABC, p. 1-19, 2014.

CARDOSO, A. L. Política Habitacional no Brasil: balanço e perspectivas. Proposta: Revista Trimestral de Debate da Fase, Rio de Janeiro, ano 30, n. 95, p. 6-17, 2003.

CARDOSO, A. L.; ARAGÃO, T. A. Do fim do BNH ao Programa Minha Casa Minha Vida: 25 anos da política habitacional no Brasil. In: CARDOSO, A. L. (Org.). O programa Minha Casa Minha Vida e seus efeitos territoriais. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2013. p. 17- 65.

CARDOSO, A. L.; DENALDI, R. Urbanização de favelas no Brasil: um balanço preliminar do PAC. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2018.

CARDOSO JÚNIOR, J. C.; NAVARRO, C. A. O planejamento governamental no Brasil e a experiência recente (2007 a 2014) do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Brasília/Rio de Janeiro: Ipea, 2016.

COUTINHO, L. M.; NASCIMENTO M. M. Crédito habitacional acelera o investimento habitacional no país. In: TORRES FILHO, E. T.; PUGA, F. P.; FERREIRA, F. M. R. (Orgs.). Visão do desenvolvimento. Rio de Janeiro: BNDES, 2006. p. 1-7.

ESRI. Environmental System Research. California, USA: Redlands, 2010.

FONSECA, I. F. et al. Audiências públicas: fatores que influenciam seu potencial de efetividade no âmbito do Poder Executivo Federal. Revista do Serviço Público: publicação da Escola Nacional de Administração Pública, Brasília, v. 64, n. 1, p. 7-29, jan./mar. 2013.

LENCIONI, S. Da cidade a sua região à cidade-região. In: SILVA, J. B. da; LIMA, L. C.; ELIAS, Denise. (Orgs.). Panorama da Geografia Brasileira. São Paulo: Annablume, 2006. p. 65-76.

MARICATO, E. Política habitacional no regime militar: do milagre brasileiro à crise econômica. Petrópolis: Vozes, 1987.

MELAZZO, E. S. O Programa Minha Casa Minha Vida no estado do Rio Grande do Norte. Cinco conclusões possíveis e cinco questões para a continuidade da investigação. Revista Formação: publicação do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, n. 23, v. 1, p. 92-111, 2016.

PAULANI, L. Acumulação e Rentismo: resgatando a teoria da renda de Marx para pensar o capitalismo contemporâneo. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 36, n. 3, p. 514-535, jul./set. 2016.

ROYER, L. O. Financeirização da política habitacional: limites e perspectivas. 2009. 194 p. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo.

SANFELICI, Daniel. Financeirização e a produção do espaço urbano no Brasil: uma contribuição ao debate. Eure – Revista Latinoamericana de Estudios Urbano Regionales: publicação do Instituto de Estudos Urbanos da Pontifícia Universidade Católica do Chile, Santiago, Chile, v. 39, n. 118, p. 27-46, set. 2013.

SANTINHA, G. O princípio de coesão territorial enquanto novo paradigma de desenvolvimento na formulação de políticas públicas: (re)construindo ideias dominantes. Eure – Revista Latinoamericana de Estudios Urbano Regionales: publicação do Instituto de Estudos Urbanos da Pontifícia Universidade Católica do Chile, Santiago, Chile, v. 40, n. 119, p. 75-97, 2014.

SELINGARDI-SAMPAIO, Silvia. Indústria e Território em São Paulo: a estruturação do Multicomplexo Territorial Industrial Paulista: 1950-2005. Campinas: Alínea, 2009.

SOJA, Edward. Geografias Pós-modernas: a reafirmação do espaço na teoria social crítica. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1993.

Publicado

2021-08-12

Como Citar

SOUZA-LOPES, A. V. D. .; SAAB, T. B. Uma análise da política pública de habitação urbana no estado de São Paulo. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 25, n. 2, p. e-173754, 2021. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2021.173754. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/173754. Acesso em: 3 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos