Crises, Turismo e a Dinâmica dos Meios de Hospedagens em Natal/RN: Concentração Espacial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.200920

Palavras-chave:

Crises; Turismo; Meios de Hospedagem; Reestruturação Urbana; Natal/RN.

Resumo

O turismo em Natal vivencia uma forte crise decorrente dos efeitos das recentes crises financeira (2008) e sanitária (2020), bem como de uma crise político-institucional que ocorreu no Brasil entre 2015-2018. O objetivo do presente artigo é discutir como as recentes crises se manifestaram no turismo de Natal, a partir da evolução e dinâmica espacial dos meios de hospedagem. Os procedimentos metodológicos adotados incluem pesquisa bibliográfica, documental e a realização de entrevistas. Discutiu-se a dinâmica dos meios de hospedagem em Natal, associando-se com os fluxos turísticos, a geração de empregos e as crises periódicas. Por fim, concluiu-se que as crises reestruturaram o setor de hospedagem de Natal e há uma tendência de concentração espacial em direção à Zona Sul e, em especial, ao bairro de Ponta Negra.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Hugo Aureliano da Costa, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

    Mestre em Geografia. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

  • Maria Aparecida Pontes da Fonseca, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

    Doutora em Geografia. Professora do Programa de Pós-Graduação em Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Turismo, ambos vinculados à Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Referências

BRASIL, Ministério da Economia. Relação Anual de Informações SOCIAIS – RAIS. Base de dados online, 2022. < Disponível em https://bi.mte.gov.br/bgcaged/ >. Acesso em 13/04/2022.

BRASIL, Ministério do Turismo. Anuários Estatísticos de Turismo. Base de dados online, 2022. Disponível em <http://www.dadosefatos.turismo.gov.br/2016-02-04-11-53-05.html >. Acesso em 11/04/2022.

BRASIL, Ministério do Turismo. Demanda Turística Doméstica. Base de dados online, 2022. Disponível em <http://www.dadosefatos.turismo.gov.br/2016-02-04-11-54-03/demanda-turística-nacional.html>. Acesso em 11/04/2022.

BRASIL, Ministério do Turismo. Demanda Turística Internacional. Base de dados online, 2022. Disponível em <http://www.dadosefatos.turismo.gov.br/2016-02-04-11-54-03/demanda-turística-internacional.html>. Acesso em 11/04/2022.

BRASIL, Receita Federal. Emissão de Comprovante e Situação Cadastral. http://www.receita.fazenda.gov.br/PessoaJuridica/CNPJ/cnpjreva/Cnpjreva_Solicitacao.asp>. Acesso em 10 de Abril de 2022.

BUTLER, R. W. The Concept of a Tourist Area Cycle of Evolution: Implications for Management of Resources. Canadian Geographer. 24:5-l 2, 1980.

CANO, W. América Latina: notas sobre a crise atual. Texto apresentado ao Colóquio Internacional em Estudios Sociales. Universidade Autônoma Metropolitana de Iztapalapa. México, 2009.

CAVALCANTI, K.B. Estado e política de turismo: a Via Costeira de Natal. Dissertação (Mestrado). CCSA/UFRN, Natal, 1993.

CRUZ, Rita de Cássia Ariza da. Turismo e Impacto em Ambientes Costeiro: Projeto Parque das Dunas Via Costeira, Natal (RN). Dissertação (Mestrado em Geografia), Geografia Humana, Universidade de São Paulo, São Paulo. 1995.

FONSECA, M. A. P. Espaço, políticas de turismo e competitividade. Natal EDUFRN, 2005.

FURTADO, Edna Maria. A “Onda” do Turismo Na Cidade do Sol: A reconfiguração urbana de Natal. / Edna Maria Furtado. – Natal [s.n.], 2005. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2008.

HARVEY, David. Condição Pós-Moderna. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

HARVEY, David. Os Limites do Capital. São Paulo: Boitempo, 2015.

HARVEY, David.17 Contradições e o Fim do Capitalismo. São Paulo: Boitempo, 2018.

HARVEY, David. O Enigma do Capital e as crises do capitalismo. São Paulo: Boitempo, 2019.

HARVEY, David. Os Sentidos do Mundo: textos essenciais. São Paulo: Boitempo, 2020.

GOLDNER, Lilian; AMAZONAS, Eny. Raio-X das Redes Hoteleiras (2006), volume III. 2007. Disponível em <https://www.raioxredeshoteleiras.com.br>. Acesso em 14/04/2022.

LOPES JÚNIOR, Edmilson. A Construção Social da cidade do prazer: Natal. Natal/RN: EDUFRN, 2000.

SECRETARIA ESTADUAL DE TURISMO DO RIO GRANDE DO NORTE – SETUR. Indicadores básicos do turismo do Rio Grande do Norte 2001/2005. Natal, Governo do Rio Grande do Norte, 2006.

SECRETARIA ESTADUAL DE TURISMO DO RIO GRANDE DO NORTE – SETUR. Indicadores básicos do turismo do Rio Grande do Norte 2006/2010. Natal, Governo do Rio Grande do Norte, 2011.

SMITH, Neil. Desenvolvimento desigual. Rio de Janeiro: Bertrand, 1988.

SOJA, Edward. Geografias Pós-Modernas: a reafirmação do espaço na teoria crítica social. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 1993.

Publicado

2022-12-13

Edição

Seção

Dossiê: Turismo em tempos de pandemia

Como Citar

COSTA, Hugo Aureliano da; FONSECA, Maria Aparecida Pontes da. Crises, Turismo e a Dinâmica dos Meios de Hospedagens em Natal/RN: Concentração Espacial. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), São Paulo, Brasil, v. 26, n. 3, p. 216–240, 2022. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.200920. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/200920.. Acesso em: 24 jul. 2024.