GEOGRAFIA, SISTEMAS E ANÁLISE AMBIENTAL: ABORDAGEM CRÍTICA

Autores

  • Vanda de Claudino Sales Universidade Federal do Ceará. Departamento de Geografia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2004.73959

Palavras-chave:

Geossistemas, análise ambiental, sistemas, Geografia Física, Epistemologia da Geografia

Resumo

A ascensão mundial da problemática ambiental resulta em grande número de pesquisas de cunho ambiental no âmbito da Geografia. Tal abordagem é considerada como capaz de produzir a sutura teórica entre sociedade e natureza, colocando-se como Geografia Unitária e concretizando o processo iniciado pela Geografia Crítica, de eliminação da Geografia Física. A análise ambiental, porém, pautada em geossistema, naturaliza a sociedade, por nivelar a ação social aos demais elementos do meio. Por outro lado, ele não considera tempo e evolução na dinâmica processual, natural ou social. Nestes termos, a consolidação do caráter social da Geografia estaria sendo costurada em função de uma abordagem acrítica. Tal paradoxo é pautado pela busca de uma identidade para a Geografia, mas também pela defesa de mercado de trabalho, o que demonstra ausência de percepção dos limites entre ciência básica e prática profissional na comunidade geográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanda de Claudino Sales, Universidade Federal do Ceará. Departamento de Geografia

Professora Doutora do Departamento de Geografia e Mestrado em Geografia da Universidade Federal do Ceará.

Downloads

Publicado

2004-12-30

Como Citar

SALES, V. de C. GEOGRAFIA, SISTEMAS E ANÁLISE AMBIENTAL: ABORDAGEM CRÍTICA. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 8, n. 2, p. 125-141, 2004. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2004.73959. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/73959. Acesso em: 27 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos