ALTERAÇÕES MICROCLIMÁTICAS EM AMBIENTES DE FAVELA: METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO EMPREGADA NA FAVELA DE PARAISÓPOLIS – SÃO PAULO, BRASIL, 2003

Autores

  • Edelci Nunes da Silva Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
  • Helena Ribeiro Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2005.73981

Palavras-chave:

Microclima, favela, temperatura, Paraisópolis, São Paulo

Resumo

O texto apresenta a metodologia de pesquisa desenvolvida para a avaliação de microclima em região de favela, na zona oeste do município de São Paulo. Utilizando-se a proposta teórica de Monteiro – abordagem rítmica e o Sistema Clima Urbano (SCU) - trabalhou-se na escala microclimática, procurando identificar as transformações que ocorrem na atmosfera em uma ocupação do espaço urbano – como é o caso das favelas. Os fatores de organização e diferenciação considerados foram o arruamento e o adensamento das construções. Foram feitas medições horárias de temperatura e umidade em quatro pontos na favela e em um ponto fora da favela, com registradores digitais em miniabrigos aspirados. A articulação com a escala local foi feita com dados de duas estações meteorológicas da cidade de São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edelci Nunes da Silva, Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública

Geógrafa, Mestre em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo

Helena Ribeiro, Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública

Geógrafa, Profª Titular do Departamento de Saúde Ambiental da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2005-08-30

Como Citar

SILVA, E. N. da; RIBEIRO, H. ALTERAÇÕES MICROCLIMÁTICAS EM AMBIENTES DE FAVELA: METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO EMPREGADA NA FAVELA DE PARAISÓPOLIS – SÃO PAULO, BRASIL, 2003. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 9, n. 1, p. 171-186, 2005. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2005.73981. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/73981. Acesso em: 28 jan. 2023.

Edição

Seção

Notas de pesquisa de campo