A CIDADE E A NATUREZA: A APROPRIAÇÃO, A VALORIZAÇÃO E A SOFISTICAÇÃO DA NATUREZA NOS EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS DE ALTO PADRÃO EM SÃO PAULO.

Autores

  • Wendel Henrique Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2006.74008

Palavras-chave:

Cidade, Natureza, Mercado imobiliário, Valorização econômica, Empreendimentos imobiliários.

Resumo

O presente trabalho é uma busca pelas idéias de natureza e pelos processos de apropriação material e simbólica da natureza na cidade de São Paulo pelos agentes do mercado imobiliários. Nos casos estudados, o processo de apropriação, e mesmo de produção, da natureza na cidade está atrelado à valorização de áreas, bairros ou empreendimentos. Em São Paulo, onde a natureza se torna rara e não condizente com os processos atuais de produção e uso do território urbano, o acesso a este ‘recurso’ ou ‘bem’ se torna extremamente elitista e definido em função do poder econômico. A natureza, que deveria ser um valor de uso, se torna um valor de troca no mercado imobiliário. Desta forma, a natureza na cidade, para o mercado imobiliário, se torna apenas um atrativo financeiro e acaba por ser transformar em um objeto ou em uma idéia sofisticada passível de ser transformada em valor monetário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wendel Henrique, Universidade Federal da Bahia

Geógrafo, Doutor em Geografia. Professor Adjunto de Geografia Humana, Departamento de Geografia e Programa de Pós-graduação em Geografia - Universidade Federal da Bahia.

Downloads

Publicado

2006-04-30

Como Citar

HENRIQUE, W. A CIDADE E A NATUREZA: A APROPRIAÇÃO, A VALORIZAÇÃO E A SOFISTICAÇÃO DA NATUREZA NOS EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS DE ALTO PADRÃO EM SÃO PAULO. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 10, n. 1, p. 65-77, 2006. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2006.74008. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74008. Acesso em: 7 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos