ETNOCONHECIMENTO COMO POTENCIALIDADE PARA OS NEGÓCIOS TURÍSTICOS: MICRO-ANÁLISE ETNOGRÁFICA DA COMUNIDADE DE TATAJUBA, CAMOCIM, BRASIL

Autores

  • Aletusya de Araújo Benevides Universidade de Fortaleza

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2006.74011

Palavras-chave:

Etnoconhecimento, Desenvolvimento sustentável, Arranjos produtivos locais, Teoria institucionalista

Resumo

O objetivo do presente texto é apresentar o etnoconhecimento como um potencial para os negócios turísticos a partir da proposta de análise das redes institucionais da comunidade de Tatajuba, Camocim - Brasil. O estudo tem como referencial a teoria institucionalista de Douglass North, para quem as redes institucionais locais, as quais determinam as estratégias e regras em vigor no ambiente social da comunidade, devem ser compreendidas como determinantes básicas para o desenvolvimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aletusya de Araújo Benevides, Universidade de Fortaleza

Doutora em História pela Universidade Estadual de Campinas -UNICAMP. Professora da Universidade de Fortaleza.

Downloads

Publicado

2006-04-30

Como Citar

BENEVIDES, A. de A. ETNOCONHECIMENTO COMO POTENCIALIDADE PARA OS NEGÓCIOS TURÍSTICOS: MICRO-ANÁLISE ETNOGRÁFICA DA COMUNIDADE DE TATAJUBA, CAMOCIM, BRASIL. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 10, n. 1, p. 121-127, 2006. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2006.74011. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74011. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos