A cidade contra a cidade: trajetórias curitibanas em conflito

Autores

  • Rosirene Martins Lima Universidade Estadual do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2010.74170

Palavras-chave:

Políticas urbanas, Curitiba, Catadores de Material Reciclável, Conflitos, Contradições

Resumo

A agenda urbana atual prioriza a inserção das cidades no mercado global. As políticas urbanas orientadas segundo critérios de competitividade e “sustentabilidade” valorizam determinados espaços em detrimento de outros, obrigando a população que não pode pagar por essa cidade a se deslocar para áreas periféricas, "fora" da centralidade do modelo. Em Curitiba esse processo acirrou as contradições na ocupação da cidade. O planejamento urbano foi eficaz, de modo a manter afastada de Curitiba a "pobreza", induzindo uma ocupação "seletiva" e "segregadora". Objetiva-se refletir sobre as estratégias de uma comunidade de catadores de material reciclável, denominada ocupação irregular, para viver na cidade. Essas áreas "estigmatizadas" explicitam as contradições das políticas urbanas, que produzem "a modernização da miséria”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-08-30

Como Citar

LIMA, R. M. A cidade contra a cidade: trajetórias curitibanas em conflito. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 14, n. 2, p. 59-72, 2010. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2010.74170. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74170. Acesso em: 17 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos