A INFLUÊNCIA DA EDUCAÇÃO ESCOLAR E FAMILIAR NA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE CULTURAL DOS DESCENDENTES DE POLONESES: UM ESTUDO NO MUNICÍPIO DE DOM FELICIANO /RS - BRASIL.

Autores

  • Sandro de Castro Pitano Universidade Federal de Pelotas
  • Rozele Borges Nunes Instituto Federal Sul-Riograndense

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2012.74250

Palavras-chave:

Cultura, Escola, Família, Identidade, Opressão.

Resumo

Desenvolvido na perspectiva da Geografia Cultural, este trabalho aborda o processo imigratório de poloneses que no século XIX fundaram a Colônia de São Feliciano, atual município de Dom Feliciano, no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil, e investiga as transformações culturais historicamente provocadas, em sua relação com as educações pública e privada. Considerando o aspecto educacional como um fator responsável tanto pela reprodução como pela transformação dos valores culturais de um grupo, analisa a influência de duas importantes instituições sociais, a família e a escola, no processo de construção da identidade cultural dos descendentes de poloneses. Constatando que a escola não acolhe os costumes tradicionalmente cultivados no ambiente familiar, e o desdobramento da investigação problematiza e destaca o risco simultâneo da invasão e da opressão cultural por parte da instituição que, por princípio, deveria se pautar pela pluralidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandro de Castro Pitano, Universidade Federal de Pelotas

Professor adjunto do departamento de geografia da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

Rozele Borges Nunes, Instituto Federal Sul-Riograndense

Professora do Instituto Federal Sul-Riograndense (IF - SUL).

Downloads

Publicado

2012-08-30

Como Citar

PITANO, S. de C.; NUNES, R. B. A INFLUÊNCIA DA EDUCAÇÃO ESCOLAR E FAMILIAR NA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE CULTURAL DOS DESCENDENTES DE POLONESES: UM ESTUDO NO MUNICÍPIO DE DOM FELICIANO /RS - BRASIL. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 16, n. 2, p. 25-36, 2012. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2012.74250. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74250. Acesso em: 22 jan. 2021.

Edição

Seção

Artigos