REDE GLOBO DE TELEVISÃO NO TERRITÓRIO BRASILEIRO: SISTEMA DE EMISSORAS AFILIADAS

Autores

  • Eliane Regina Munhoz

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2013.74948

Palavras-chave:

Território Brasileiro, Rede Globo de Televisão, Informação, Comunicação, Lugar

Resumo

O sistema de emissoras afiliadas da Rede Globo de Televisão consolidou-se no Brasil na década de 1970, já no período técnico, científico e informacional, com a intensificação de densidades técnicas, informacionais e normativas no território nacional. A empresa, ao organizar este sistema, cria uma divisão territorial do trabalho que transforma as afiliadas em unidades de produção de informações para a sede, enquanto ela produz a maior parte da programação que é transmitida pelas afiliadas. A existência de uma tecnosfera e de uma psicosfera cria as condições para que este sistema funcione com uma alta capilaridade territorial e se imponha verticalmente nos lugares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-08-30

Como Citar

MUNHOZ, E. R. REDE GLOBO DE TELEVISÃO NO TERRITÓRIO BRASILEIRO: SISTEMA DE EMISSORAS AFILIADAS. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 17, n. 2, p. 261-281, 2013. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2013.74948. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74948. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

PARTE VI - Território e cultura: a força do mercado, a força do lugar