Territórios e territorialidades da Música: Uma representação de cotidianos e lugares

Autores

  • Lucas Labigalini Fuini Unesp-Ourinhos

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2014.81083

Palavras-chave:

Território, Territorialidades, Desterritorialização, Música, Letras musicais

Resumo

Nesse artigo buscaremos entender as territorialidades contemporâneas como condições e reflexos da globalização, expressas em paisagens e formas-conteúdos que aparecem em letras musicais. Nesse sentido, nossa hipótese de pesquisa é que a letra musical, como relato de experiência e visões sobre os lugares, é um importante elemento para se entender a dinâmica de desterritorialização e reterritorialização constantes no período atual e que se manifestam através das múltiplas microterritorialidades. As territorialidades, em diversas escalas, podem ser vistas como as representações individuais e coletivas sobre tempos e espaços, trazendo em sua essência os elementos simbólicos, identitários e cotidianos dos lugares, sendo a música um destes elementos de representação dos conflitos, usos e práticas territoriais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-04-30

Como Citar

FUINI, L. L. Territórios e territorialidades da Música: Uma representação de cotidianos e lugares. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 18, n. 1, p. 97-112, 2014. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2014.81083. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/81083. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos