Variáveis auxiliares para o mapeamento da rede de drenagem: correlação espacial entre nascentes, unidades de relevo e litotipos na bacia hidrográfica do rio Benevente-ES

  • Tony Vinicius Moreira Sampaio Universidade Federal do Paraná
  • Cristina Helena Ribeiro Rocha Augustin Departamento de Geografia - Instituto de Geociências IGC/UFMG
Palavras-chave: Mapeamento da rede de drenagem. Estatística espacial. Nas- centes. Litotipos. Índice de concentração da rugosidade.

Resumo

Processos de mapeamento da rede de drenagem têm limitações metodológicas que resultam em imprecisões e restringem seu uso em estudos ambientais. Tais problemas demandam extensos levantamentos de campo e a busca de variáveis auxiliares que otimizem esses trabalhos, permitindo a análise da acurácia dos ma- pas produzidos. Esta pesquisa mediu a correlação entre nascentes, litotipos e uni- dades de revelo, caracterizadas pelo índice de concentração da rugosidade (ICR) na bacia hidrográfica do rio Benevente-ES, concentrando-se nas operações de álgebra de mapa e na aplicação de técnicas de estatística espacial. Os proce- dimentos adotados identificaram as classes de ICR e litotipos que apresentam maior e menor correlação com a distribuição espacial das nascentes, indicando seu potencial de uso como variáveis auxiliares para a verificação da acurácia das bases cartográficas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina Helena Ribeiro Rocha Augustin, Departamento de Geografia - Instituto de Geociências IGC/UFMG
Departamento de Geografia - Instituto de Geociências Geomorfologia, Hidrologia e Dinâmica Ambiental

Referências

ANA. AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Ministério do Meio Ambiente, Secretaria de Recursos Hídricos. Plano Nacional de Recursos Hídricos: síntese executiva. Brasília: MMA, 2006.

ANDRIOTTI, J. L. S. Fundamentos de estatística e geoestatística. Porto Alegre: Ed. UNISINOS, 2003.

BAND, L. E. Extraction of channel networks and topographic parameters from digital elevation data. In: BEVEN, K.; KIRKBY, M. J. Channel network hydrology. England: John Wiley & Sons, 1993. p. 447-451.

CÂMARA, G. S.; CARVALHO, E. J. Análise de dados espaciais. Brasília: Embrapa, 2001.

CHORLEY, R. J.; DALE, P. F. Cartographic problems in stream channel delineation. Rev. Cartography, New York, p. 188-201, 1972.

COLOMBO, R. et al. Deriving river networks and catchments at the European scale from medium resolution digital elevation data. Catena, v. 70, n. 3, p. 296-305, 2007.

CORIOLANO, A. C. F. Reavaliação de critérios estruturais na hidrogeologia de terrenos cristalinos, com ênfase na neotectônica e sensoriamento remoto. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2002.

DIETRICH, W. E.; DUNNE, T. The channel head. In: BEVEN, K.; KIRKBY, M. J. (Eds.). Channel Network Hydrology. New Jersey: J. Wiley & Sons, 1993. p. 175-219.

FÉBOLI, W. L. (Org.). Programa levantamentos geológicos básicos do Brasil – Domingos Martins. DNPM. DEPARTAMENTO NACIONAL DE PRODUÇÃO MINERAL. Folha SF.24-V-A-VI. Espírito Santo. Escala: 1:100.000. Brasília, DF: DNPM/CPRM/UFMG, 1996.

______. Programa levantamentos geológicos básicos do Brasil – Piúma. DNPM. DEPARTAMENTO NACIONAL DE PRODUÇÃO MINERAL. Folha SF.24-V-A-VI. Espírito Santo. Escala: 1:100.000. Brasília, DF: DNPM/CPRM/UFMG, 1993.

GLOCK, W. S. Development of Drainage System: A synoptic View. Geographical Review, Published by the American Geographical Society, v. 21, n. 3, p. 475-482, July 1931. Disponível em: <http://www.jstor.org/stable/209434>. Acesso em: 8 maio 2014.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Manual Técnico de Geomorfologia. Rio de Janeiro: IBGE, 1995. (Série: Manuais Técnicos em Geociências.)

LIN, Z.; OGUCHI, T. Drainage density, slope angle and relative basin position in Japanese bare lands from high-resolution DEMs. Geomorphology, n. 63, p. 159-173, 2004. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2014.

MINGOTI, S. A. Análise de dados através de métodos de estatística multivariada: uma abordagem aplicada. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2005.

MONTGOMERY, D. R.; DIETRICH, W. E. Source areas, drainage density, and channel initiation. Journal of the American Water Resources Association, New York, v. 25, n. 8, p. 1907-1918, 1989.

NASCIMENTO, E. R.; REIS NETO, J. M.; REBELO, A.M.A. Aplicação do índice de concentração da rugosidade do relevo no entendimento do nível de exposição dos sistemas cársticos ocorrentes na região norte do município de Curitiba, PR. Revista Brasileira de Geomorfologia, v. 11, n. 2, p. 61-68, 2010.

NEVES, M. A. Análise integrada aplicada à exploração de água subterrânea na bacia do rio Jundiaí (SP). Tese (Doutorado em Geologia Regional) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2005.

ROSS, J. O registro cartográfico dos fatos geomórficos e a questão da taxonomia do relevo. Revista do Departamento de Geografia da USP, São Paulo, n. 6, p. 17-30, 1992.

SAMPAIO, T. V. M. Álgebra de mapas e correlação espacial entre feições pontuais e zonais com atributos qualitativos: uma análise a partir da correlação entre a distribuição espacial das nascentes e litotipos da bacia hidrográfica do rio Benevente-ES. In: ABGE/CTCGG, Simpósio Brasileiro de Cartografia Geotécnica e Geoambiental, 7., 2010, Maringá. Anais… maringá, 2010. p. 1-11.

SAMPAIO, T. V. M. Parâmetros morfométricos para melhoria da acurácia do mapeamento da rede de drenagem: uma proposta baseada na análise da bacia hidrográfica do rio Benevente-ES. Tese (Doutorado) – Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

SAMPAIO, T. V. M.; AUGUSTIN, C. H. R. R. Análise das incongruências dos índices de dissecação e rugosidade. In: Encontro Nacional de Geomorfologia, 7., 2008, Belo Horizonte. Anais… Belo Horizonte, 2008.

SOARES, A. Geoestatística para as ciências da terra e do ambiente. Portugal. Instituto Superior Técnico, 2000.

VOGT, J. V.; COLOMBO, R.; BERTOLO, F. Deriving drainage networks and catchment boundaries: a new methodology combining digital elevation data and environmental characteristics Geomorphology. Science Direct, n. 53, p. 211-245, 2003.

Publicado
2014-12-12
Como Citar
Sampaio, T. V., & Augustin, C. H. (2014). Variáveis auxiliares para o mapeamento da rede de drenagem: correlação espacial entre nascentes, unidades de relevo e litotipos na bacia hidrográfica do rio Benevente-ES. GEOUSP Espaço E Tempo (Online), 18(3), 624-634. https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2014.90071
Seção
Artigos