Dengbêj - um grito de resistência curdo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2021.175241

Palavras-chave:

Dengbêj, Música curda, Diyarbakir, Curdistão

Resumo

Este foto-ensaio foi realizado na cidade de Diyarbakir, no Curdistão turco, e retrata o dengbêj, a principal prática cultural do povo curdo, que visa transmitir sua língua, seus mitos e suas histórias através das gerações. Em um país onde o idioma curdo é proibido até nas escolas, a prática do dengbêj, mesmo institucionalizada (a partir de 2007, quando foi criado o Dengbêj House), é um ato de resistência do povo curdo, pois através dessas canções a língua curda vive e resiste.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kelen Pessuto, Universidade de São Paulo

Kelen Pessuto é cineasta, Mestre em Artes pela Universidade Estadual de Campinas, doutora em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo e bolsista FAPESP. Pesquisadora do GRACIAS (Grupo de Antropologia em contextos islâmicos e árabes), GRAVI (Grupo de Antropologia Visual) e NAPEDRA (Grupo de Antropologia, Performance e Drama). Membro do CRIA (Centro em Rede de Investigação em Antropologia) - Portugal. E-mail: kelen.novo@hotmail.com

Referências

Pessuto, Kelen. 2017. Made in Kurdistan: Etnoficção, infância e resistência no cinema curdo de Bahman Ghobadi. Tese de doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Reigle, Robert F. 2013. A brief history of Kurdish music recordings in Turkey. Hellenic Journal of Music, Education and Culture. Vol. 4.

Scalbert-Yücel, Clémence. 2009. The Invention of a Tradition: Diyarbakır’s Dengbêj Project. European Journal of Turkish Studies 10/2009. http://ejts.revues.org/4055 (acessado em 08/04/2015).

Publicado

2021-04-22

Como Citar

Pessuto, Kelen. 2021. “Dengbêj - Um Grito De Resistência Curdo”. GIS - Gesto, Imagem E Som - Revista De Antropologia 6 (1). São Paulo, Brasil:e-175241. https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2021.175241.

Edição

Seção

G.I.S - Gestos, Imagens e Sons

Dados de financiamento