Imagens da religião em um carnaval da Mangueira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2022.185745

Palavras-chave:

Mangueira, Religião e performance, Religião e carnaval, Escolas de samba, Materialidades religiosas

Resumo

Foto-ensaio dos bastidores do desfile da escola de samba Mangueira em 2020, com o enredo “A verdade vos fará livre!”. A escola propunha uma leitura atualizada e carnavalizada da vida de Cristo, atribuindo-lhe as faces de grupos subalternizados do Brasil atual. Mais do que uma documentação, as imagens do ensaio buscam ser uma reinterpretação da visualidade proposta para o desfile, oferecendo uma leitura antropológica de um caso exemplar de carnavalização do religioso, ao mesmo tempo que apontam para as dimensões da “montagem” da performance festiva e da crítica social que ela engloba.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata de Castro Menezes, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Renata de Castro Menezes é Doutora (UFRJ, 2004) e Mestra (UFRJ, 1996) em Antropologia Social pelo Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Realizou estágio doutoral na EHESS, em Paris e pós-doutorado no Center for Religion and Media da New York University. Atualmente, é professora associada do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro, pesquisadora do CNPq e Cientista do Nosso Estado da Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado do Rio de Janeiro - Faperj. Desenvolve pesquisas nas interfaces entre religião, rituais, materialidades, formas simbólicas e patrimônios. No Museu, coordena o Laboratório de Antropologia do Lúdico e do Sagrado (Ludens/MN/UFRJ) e faz parte do Núcleo de Estudos das Sociedades Complexas (NESCOM). É membro-correspondente do CéSor / EHESS. E-mail: renata.menezes@mn.ufrj.br 

Edilson Pereira, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Edilson Pereira é Doutor em Antropologia Social pelo Museu Nacional (UFRJ, 2014) e Mestre em Sociologia e Antropologia pelo IFCS (UFRJ, 2008), ambos da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Realizou estágio doutoral na EHESS, em Paris e pós-doutorado na Universitat de Barcelona, com projeto de antropologia visual da semana santa de Sevilha – cujo acervo formou o ensaio “Caixa-preta sevilhana”, premiado no IX Prêmio Pierre Verger da RBA (2018).  Atualmente,aparece co é professor adjunto da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro e pesquisador associado ao Ludens (MN/UFRJ) e ao MARES (UFRGS). Coordena o projeto de extensão Sagrados (UFRJ) e desenvolve pesquisas nas interfaces entre religião, arte, imagem e práticas da memória. Integra o Comitê de Comunicação (2021/2022) da Associação Brasileira de Antropologia. E-mail:  edilson.pereira@eco.ufrj.br

Referências

Bártolo, Lucas. 2018. O enredo de Cosme e Damião no carnaval carioca. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Cavalcanti, Maria Laura V. C. 2006. Carnaval carioca: dos bastidores ao desfile. Rio de Janeiro: Editora UFRJ.

Dawsey, John. 2013. Tonantzin: Victor Turner, Walter Benjamin e Antropologia da Experiência. Sociologia & Antropologia, v. 3, n. 6: 379-410.

Iphan. 2017. Arte e patrimônio no carnaval da Mangueira. Brasília: Iphan.

Le Breton, David. 2019. Rostos: ensaio de antropologia. Petrópolis: Vozes.

Menezes, Renata de Castro. 2020. Caos, crise e a etnografia das escolas de samba do Rio de Janeiro. Hawò, v. 1:1–38.

Menezes, Renata de Castro; Bártolo, Lucas. 2019. Quando devoção e carnaval se encontram. PROA: Revista de Antropologia e Arte, v. 9, n. 1: 96-121.

Menezes, Renata de Castro; Santos, Lívia Reis. 2017. Gestão Crivella e a experiência-modelo do projeto da IURD. IHU On-Line, 19 jul. 2017. https://goo.gl/eNRUzv acessado em 10/05/2021.

Nhaoum-Grappe, Véronique. 1994. Le transport: une émotion suranée. Terrain, n. 22: 69-78.

Pereira, Edilson. 2020. “Fotografia e ritual: ensaio sobre os homens e as imagens da Paixão”. Cadernos de Arte e Antropologia, v. 9: 85-95.

Pereira, Edilson. 2019. As imagens encarnadas entre mortos e vivos: Notas etnográficas sobre ritual e retrato. Sociologia & Antropologia, v. 9: 638-663.

Pereira, Edilson. 2015. As mulheres por trás da face de Cristo: apropriações, performances e ambivalências da Verônica. Religião & Sociedade, v. 35, p. 193-215.

Santos, Myrian Sepúlveda dos. 1999. O Batuque Negro das Escolas de Samba. Estudos Afro-Asiáticos. v. 35: 43-66.

Schechner, Richard. 1985. Between Theatre and Anthropology. Philadelphia: The University of Pennsylvania Press.

Simas, Luiz Antonio; Fabato, Fábio. 2015. Pra tudo começar na quinta-feira: o enredo dos enredos. Rio de Janeiro: Mórula.

Turner, Victor. 2015. Do ritual ao teatro: a seriedade humana de brincar. Rio de Janeiro: Editora UFRJ.

Vieira, Leandro. 2020. “A verdade vos fará livre!” G.R.E.S. Estação Primeira de Mangueira. Livro Abre-Alas ed Liesa. Rio de Janeiro: LIESA.

Publicado

2022-08-30

Como Citar

Menezes, Renata de Castro, e Edilson Pereira. 2022. “Imagens Da religião Em Um Carnaval Da Mangueira”. GIS - Gesto, Imagem E Som - Revista De Antropologia 7 (1). São Paulo, Brasil:e185745. https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2022.185745.

Edição

Seção

G.I.S - Gestos, Imagens e Sons

Dados de financiamento