Fotografia-chave para compreensão possível do hijab

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2022.185807

Palavras-chave:

Fotografia; Religião; Véu; Mulheres; Prostituição

Resumo

Este artigo trata de uma foto do álbum Prostitute (1975-1977), de Kaveh Golestan, a qual é apresentada como uma fotografia-chave, aquela capaz de gerar um exercício do olhar, e que possibilitou uma compreensão a respeito do véu islâmico, dado pela cobertura do corpo como razão inicial seguida por suas variações no modo de uso. Acrescentam-se a essas variações a pose da mulher prostituta com o véu a representar a subversão (em ambiente anti-islâmico) e a transgressão (pela dessacralização do corpo), fabricada pelo fotógrafo com a fotografada em relação ao seu lugar na comunidade, como exercício da crítica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Maria Ricci Molina, Faculdade Anhanguera

Ana Maria Ricci Molina é docente no curso de Psicologia da Faculdade Anhanguera, em Ribeirão Preto, São Paulo. Realizou estágio de pós-doutorado no Departamento de Psicologia da ​​Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP). Possui doutorado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (Ufscar) e mestrado em Psicologia pela USP. É membro do Grupo de Antropologia em Contextos Islâmicos e Árabes (Gracias) da USP. E-mail: amrm1amrm@gmail.com

Referências

Afary, J. e Anderson, K. B. 2010. Foucault e a Revolução Iraniana: as relações de gênero e as seduções do islamismo. São Paulo: Realizações.

Barbosa, Francirosy Campos. 2017. A centralidade do corpo no Islam (2017). Icarabe, página 1. Disponível em https://icarabe.org/node/3036 2017. Acesso em 03 de maio de 2021

Barbosa-Ferreira, Francirosy Campos. 2013. Diálogos sobre o uso do véu (hijab): empoderamento, identidade e religiosidade. Perspectivas, São Paulo, v. 43: 183-198

Barbosa-Ferreira, Francirosy Campos. 2007. Entre arabescos, luas e tâmaras: performances islâmicas em São Paulo. Tese doutorado, Antropologia, USP.

Barbosa-Ferreira, Francisory Campos. 2009. Teatralização do sagrado islâmico: a palavra, a voz e o gesto. Religião e sociedade. Rio de Janeiro, v. 29, n. 1: 95-125.

BARTHES, Roland. 1984. A Câmara Clara. Nota sobre a fotografia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

BARTHES, Roland. 1980. Sistema da moda. (Tradução de Lineide do Lago Salvador Mosca). São Paulo, Companhia Editora Nacional / Edusp.

Bouhdiba, Abdulwahab. 2007. A sexualidade no Islã. São Paulo: Globo.

Campos, Edson Nascimento e Cury, Maria Zilda Ferreira. 1997. Fontes primárias: saberes em movimento. Revista Faculdade de Educação. São Paulo, v. 23, n. 1-2. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-25551997000100016.

Chagas, Gisele Fonseca. 2010. A pedagogia do Islã: aprendendo a ser muçulmano no Rio de Janeiro. In: Barbosa-Ferreira, Francirosy Campos (Org.). Olhares Femininos sobre o Islã: etnografias, metodologias e imagens. São Paulo: Hucitec.

Costa, Renato José da. 2013. A influência dos Ulemás xiitas nas transformaçõespolíticas ocorridas no Irã durante o século XX: o wilayat al-faqih e o pragmatismo dos aiatolás como inviabilizadores na expansão da Revolução iraniana. - Tese de Doutorado. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

F.O.A.M. (Amsterdã, Holanda). 2014. Kaveh Golestan, The Citatel. A conversation between guest curator Vali Mahlouji and Foam curator Kim Knoppers (Catálogo).

Molina, Ana Maria Ricci e Barbosa, Francirosy Campos. 2017. A ética sexual no Islã e no mundo ocidental: interpretando o corpo e o sexo. Reflexão, vol. 42, n. 1: 95-111.

Molina, Ana Maria Ricci e Barbosa, Francisory Campos. 2020. Shahr-e No, de Kaveh Golestan: uma leitura possível das dimensões política e religiosa de fotos de mulheres prostitutas. Irã, Teerã, 1975-1997. PROA Revista De Antropologia E Arte, 2(10): 11-37.

Moreira Leite, Miriam Lifchitz. 1993. Retratos de Família: Leitura da fotografia histórica. São Paulo: EDUSP- FAPESP.

Moreira Leite, Miriam Lifchitz. 1994. Leitura da fotografia. Estudos Feministas, No. Especial - Colóquio Internacional Brasil, França e Quebec: 130-141

MUSEU DE ARTE MODERNA (Paris, França). 2014. Recréer Shahr-e No: la politique intime du marginal – Archéologie de la décennie finale. Vali Mahlouji: (catálogo).

Paiva, Camila Motta e Barbosa, Francirosy Campos. 2017. Sexo no Islã não é tabu: desejos, prazeres e práticas das mulheres muçulmanas Reflexão, volume 42, número 1: 113-124

Paiva, Camila Motta e Barbosa, Francirosy Campos. 2017. Sexo/prazer no Islam é devoção. Revista Religião & Sociedade, volume 37, número 3: 198-223.

Rial, Carmen. 2008. Princesas, sufragistas, islâmicas, laicas, onguistas, escritoras - a luta feminista no Irã: entrevista com Azadeh Kian-Thiébaut. Rev. Estud. Fem. Florianópolis, v.16, n.1: 145-169. https://doi.org/10.1590/S0104-026X2008000100016.

Trainotti Filho, Alcir Mario e Trainotti, Cinthia Ghisi. 2018. Fontes de Informação – Indaial: UNIASSELVI.

Viveiros de Castro, Eduardo. 2002. O nativo relativo. Mana, Rio de Janeiro, v. 8, n. 1: 113-148. https://doi.org/10.1590/S0104-93132002000100005.

Sites referentes às fotografias de Kaveh Golestan

http://www.archaeologyofthefinaldecade.com/wp-content/uploads/2020/09/2016-KGE-Prostitute-Tate-Acquisitions.pdf

https://valimahlouji.com/archaeologyofthefinaldecade/recreating-shahr-e-no/;

https://valimahlouji.com/wp-content/uploads/2020/09/2015-Prostitute-Photo-London-LR.pdf;

https://valimahlouji.com/wp-content/uploads/2020/09/2015-Prostitute-Photo-London-LR.pdf

Publicado

2022-03-25

Como Citar

Molina, Ana Maria Ricci. 2022. “Fotografia-Chave Para compreensão possível Do Hijab”. GIS - Gesto, Imagem E Som - Revista De Antropologia 7 (1). São Paulo, Brasil:e185807. https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2022.185807.

Edição

Seção

Dossiê Religiões (Artigos)