Geociências no Ensino Médio Brasileiro - Análise dos Parâmetros Curriculares Nacionais

  • Maria Cristina Motta de Toledo Universidade de São Paulo; Instituto de Geociências; Departamento de Geologia Sedimentar e Ambiental
Palavras-chave: Educação, Geociências, Geologia, Parâmetros curriculares nacionais

Resumo

A análise dos Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCNEM), no tocante aos conteúdos em Geociências, mostra que estes são considerados importantes, sendo mencionados em disciplinas específicas (Biologia, Química, Física e Geografia) e na parte interdisciplinar (Brasil, 1999). Os PCNEM consideram condição de cidadania, e não prerrogativa de especialistas, o saber matemático, científico e tecnológico, nos quais são incluídos vários temas das Geociências, notadamente da Geologia. Com as pesquisas atuais sobre as mudanças ambientais globais e locais, fruto das atividades humanas integradas aos ciclos naturais, fica claro que o ensino útil à vida e ao trabalho preconizado pelos PCNEM deve incluir o conhecimento integral sobre o funcionamento do ambiente e das relações de interdependência de todos os seus setores, inclusive a biosfera, numa perspectiva histórica da evolução planetária. No entanto, no Brasil, salvo raras exceções, os tópicos geocientíficos têm tido um tratamento fragmentado e disperso, insuficiente para promover a compreensão da Terra como um sistema complexo e dinâmico, e para desenvolver a sensibilidade necessária para enfrentar os desafios impostos pela degradação ambiental, mostrando um caráter antropocêntrico e imediatista da filosofia de orientação dos conteúdos. Este trabalho procura demonstrar que, para atingir os objetivos da educação básica, (Brasil, 1996, 1999), é preciso incluir um tratamento abrangente dos conhecimentos em Ciências da Terra, integrados às outras Ciências da Natureza e com a Geografia. O trabalho conclui que o estudo global da natureza em sua totalidade complexa pode contribuir de forma significativa ao alcance dos objetivos da educação.
Publicado
2005-09-01
Edição
Seção
nao definida