Avaliação da suscetibilidade a escorregamento na Serra do Mar pela aplicação da compartimentação fisiográfica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v19-138528

Palavras-chave:

Serra do Mar, Escorregamento, Inventário de cicatrizes, Suscetibilidade, Compartimentação fisiográfica

Resumo

A área de estudo localiza-se nos municípios de Caraguatatuba e São Sebastião, litoral norte do Estado de São Paulo, e apresenta alto potencial para ocorrência de escorregamentos, pois está localizada no domínio da Serra do Mar, com relevo escarpado associado ao alto índice pluviométrico da região. Desse modo, análises voltadas ao reconhecimento e maior compreensão dos fatores condicionantes e dos fenômenos naturais, como os escorregamentos, são de grande importância para que possam ser evitados danos e riscos a partir da previsão de tais fenômenos. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a suscetibilidade a escorregamento pela aplicação da compartimentação fisiográfica na região que abrange parte dos municípios de Caraguatatuba e São Sebastião (SP). Para alcançar tais objetivos, foram utilizadas técnicas de fotoanálise e fotointerpretação de imagens aéreas que proporcionaram a divisão da área em unidades menores, de acordo com características fisiográficas semelhantes, que favoreceram a escolha de fatores condicionantes à ocorrência de escorregamentos. Além disso, também foram utilizados inventários de cicatrizes de escorregamentos em dois períodos distintos (1976 e 2011). A associação do mapa de cicatrizes de escorregamentos com a análise da compartimentação fisiográfica foi fundamental para a elaboração desta pesquisa, pois validou as informações adquiridas pela compartimentação e determinou os pesos dos fatores condicionantes na elaboração do mapa de suscetibilidade. Os resultados mostraram que, entre as 16 unidades fisiográficas, as com alta suscetibilidade — IV, V, VI, VIII, IX e XII — apresentaram declividade predominantemente alta (> 30º), grande amplitude local (acima de 300 m) e rochas de composição gnáissicas e migmatitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-04-25

Como Citar

Gabelini, B. M., Corrêa, C. V. dos S., Cerri, R. I., Reis, F. A. G. V., Zaine, J. E., & Giordano, L. do C. (2019). Avaliação da suscetibilidade a escorregamento na Serra do Mar pela aplicação da compartimentação fisiográfica. Geologia USP. Série Científica, 19(1), 193-211. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v19-138528

Edição

Seção

Artigos