Suíte Intrusiva Rio Perdido: magmatismo intraplaca no sul do Cráton Amazônico – Bloco Rio Apa

  • Gabrielle Aparecida de Lima Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará - UFPA (Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica)
  • Moacir José Buenano Macambira Laboratório de Geologia Isotópica – Pará-Iso, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará - UFPA
  • Maria Zélia Aguiar de Sousa Faculdade de Geociências, Universidade Federal do Mato Grosso - UFMT
  • Amarildo Salina Ruiz Faculdade de Geociências, Universidade Federal do Mato Grosso - UFMT
Palavras-chave: Cráton Amazônico, Bloco Rio Apa, Diques máficos, Litoquímica.

Resumo

O enxame de diques da Suíte Intrusiva Rio Perdido (SIRP) ocorre no sul do Cráton Amazônico, Bloco Rio Apa, e representa importante evento magmático de natureza fissural, pré-aglutinação do supercontinente Rodínia. Os diques são tabulares a lenticulares, com espessura variando entre 1 e 30 m, preferencialmente paralelos segundo as direções N70º-90ºE e N70º-90ºW, exibem contatos abruptos e discordantes à estruturação regional NS. Os diques são homogêneos, compostos por diabásios de granulação muito fina a fina e microgabros finos a médios, isotrópicos, sem quaisquer vestígios de deformação dúctil e metamorfismo. Ao microscópio, essas rochas apresentam-se holocristalinas, com textura ofítica a subofítica, intergranular, por vezes porfirítica, e localmente do tipo quenching, com morfologia do tipo “cauda de andorinha”. Constituem-se essencialmente por plagioclásio, piroxênios e olivina. Apresenta trend toleítico, com enriquecimento em FeOt em relação ao MgO para valores de álcalis relativamente constantes. As rochas dos diques classificam-se, quase que exclusivamente, como basaltos e basaltos andesíticos, e quanto à ambiência tectônica os diagramas sugerem para essas rochas uma colocação semelhante à dos basaltos intraplaca fanerozoicos. O comportamento dos elementos terras raras (ETR) mostra forte fracionamento de ETR pesados em relação aos ETR leves, com razões La/Yb entre 2,8 e 6,2 e anomalia negativa pouco expressiva ou inexistente de Eu. Considerando a idade de cristalização em torno de 1100 Ma para as rochas das suítes Rio Perdido e Huanchaca e do Complexo Rincón del Tigre, sugere-se a existência de Large Igneous Province (LIP) esteniana, associada à tentativa de ruptura continental relacionada à evolução do Aulacógeno Aguapeí.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-09-01
Como Citar
Lima, G., Macambira, M., Sousa, M. Z., & Ruiz, A. (2017). Suíte Intrusiva Rio Perdido: magmatismo intraplaca no sul do Cráton Amazônico – Bloco Rio Apa. Geologia USP. Série Científica, 17(3), 79-96. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v17-454
Seção
Artigos