Superterreno Pernambuco-Alagoas (PEAL) na Província Borborema: ensaio de regionalização tectônica

Palavras-chave: Província Borborema, Neoproterozoico, Terreno tectonoestratigráfico, Evolução crustal, Colagem orogênica.

Resumo

O Superterreno Pernambuco Alagoas (PEAL), previamente designado de Maciço e/ou Terreno, é o segmento tectônico identificado imediatamente ao sul do lineamento Pernambuco. Apresenta uma área de cerca de 60.000km2, forma triangular, com a base entre o Recife e imediações de Maceió, e com vértice nas imediações de Santa Cruz, oeste de Pernambuco. Sua composição é extremamente variada, com terrenos de alto grau, arqueanos, paleoproterozoicos, eo-neoproterozoicos e tratos metavulcanossedimentares neoproterozoicos (faixas supracrustais). Estes terrenos são cortados por granitoides neoproterozoicos diversos, incluindo batólitos lineares de grandes dimensões, por stocks e batólitos menores relativamente isolados. Localmente, na sua parte centro sudoeste, foi recentemente reconhecido magmatismo granítico de arco (Ediacarano em idade). O comportamento geotectônico deste amplo superterreno- posicionado entre as faixas orogênicas da Zona Transversal e aquelas da periferia norte do craton do São Francisco (parte do o chamado “domínio meridional” da Borborema) tem sido bastante estudado, discutido e nomeado, mas é de conhecimento geral ainda perfuntório. Apresenta uma trama litoestrutural complexa, e pode ser preliminarmente dividido, para fins expositivos em três porções distintas: porção ocidental (com muitos relictos arqueanos e paleoproterozoicos), porção central (embasamento paleoproterozóico retrabalhado e supracrustais neoproterozoicas) e porção mais oriental, com exposição de um longo e linear batólito longitudinal (longitudinal à costa atlântica) e algumas supracrustais, distintas daquelas anteriormente citadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-06-13
Como Citar
Brito Neves, B., & Silva Filho, A. (2019). Superterreno Pernambuco-Alagoas (PEAL) na Província Borborema: ensaio de regionalização tectônica. Geologia USP. Série Científica, 19(2), 3-28. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v19-148257
Seção
Artigos