Caracterização faciológica e evolução sedimentar da Formação Moeda (Supergrupo Minas) na porção noroeste do Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v19-148467

Palavras-chave:

Formação Moeda, Paleoproterozoico, Associação de fácies, Rifte, Margem passiva

Resumo

A Formação Moeda, ao longo da região noroeste do Quadrilátero Ferrífero, registra os primeiros estágios da Bacia Minas, desenvolvida no limite Neoarqueano/Paleoproterozoico no sul do Cráton do São Francisco (CSF). Este trabalho analisa essa unidade a partir de seis perfis estratigráficos de detalhe nos quais foram identificadas nove fácies sedimentares: quatro conglomeráticas (Gms, Gm, Gt e Gp), três essencialmente areníticas (St, Sp e Sh) e duas predominantemente pelíticas (Fl e Fsc). As seções estratigráficas foram correlacionadas, possibilitando o agrupamento das fácies em cinco associações geneticamente relacionadas. As associações de fácies AF1 e AF2 representam sistemas de leques aluviais que evoluíram para planícies fluviais entrelaçadas. AF3 está relacionada a um sistema lacustre associado a marinho raso nas porções distais. Por fim, as associações de fácies AF4 e AF5 representam planícies fluviais entrelaçadas encerradas por uma transgressão marinha no estágio final de evolução da bacia. Com o auxílio do mapeamento geológico-estrutural de detalhe dessas associações e da confecção de uma seção restaurada foi possível interpretar que as AF1, AF2, AF3 e a porção basal da AF4 foram depositadas durante os estágios iniciais do rifteamento continental, e as demais associações materializam a transição rifte-margem passiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana de Resende Madeira, Universidade Federal de Ouro Preto, Escola de Minas, Departamento de Geologia

Mestranda no programa de pós-graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais da Universidade Federal de Ouro Preto. Graduada em Engenharia Geológica pela Universidade Federal de Ouro Preto (02/2015). Técnica em Mineração pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais/Campus IV em Araxá (2008).

Downloads

Publicado

2019-10-02

Como Citar

Madeira, M. de R., Martins, M. de S., Martins, G. P., & Alkmim, F. F. (2019). Caracterização faciológica e evolução sedimentar da Formação Moeda (Supergrupo Minas) na porção noroeste do Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais. Geologia USP. Série Científica, 19(3), 129-148. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v19-148467

Edição

Seção

Artigos