Reavaliação das condições de cristalização de granitos alcalinos ediacaranos dos domínios Rio Piranhas-Seridó e São José do Campestre, Província Borborema, NE-Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v19-149112

Palavras-chave:

Granitos alcalinos, Geotermobarometria, Província Borborema

Resumo

As condições de cristalização (P, T, ƒO2) de granitos alcalinos (tipo-A) nos domínios Rio Piranhas-Seridó e São José do Campestre (NE da Província Borborema) foram reavaliadas a partir da aplicação simultânea de múltiplos geobaromômetros e geotermômetros e modelagens de cristalização. Os corpos estudados são os plútons Caxexa, Serra do Algodão, Serra do Boqueirão, Olho D’Água, Japi e Serra Negra do Norte e o stock Flores. Os resultados mostram pressões de alojamento entre 3,0 e 3,7 kbar (~11–14 km em profundidade), à exceção do plúton Japi, com pressões médias de 5,3 kbar (~20 km). Os modelamentos resultam em temperaturas de liquidus entre 885–917 e 818ºC para o stock Flores, e solidus entre 660 e 700ºC. Egirina-augita, magnésio-ferri-hornblenda e biotita cristalizam-se entre 813–822, 728–751 e 750–789ºC, respectivamente. Entre os acessórios, o geotermômetro Zr-em-titanita retorna temperaturas da ordem de 780ºC (máximas de 830ºC) para o plúton Caxexa. A cristalização ocorreu sob condições essencialmente oxidantes para a maioria dos plútons (+1,0 < ΔQFM < +2,1), à exceção do stock Flores, formado sob condições levemente mais reduzidas (ΔQFM ≈ 0,0). Os plútons associados a zonas de cisalhamento regionais são mais enriquecidos em álcalis e, em média, mais profundos, reforçando o papel do controle estrutural na colocação e no contraste químico entre os granitos. As novas estimativas são mais acuradas e contribuem para o melhor entendimento da evolução do magmatismo granítico alcalino na porção setentrional da Província Borborema. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarissa de Aguiar Dalan, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Possui graduação em Geologia pela Universidade Federal de Sergipe (2015). Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geologia, atuando principalmente nos seguintes temas:Petrologia, Petrografia, Geoquímica e Química Mineral. Desenvolve pesquisa de mestrado em rochas alcalinas da Província Borborema, incluindo estudos petrográficos e geoquímicos. Também atuou na área de dinâmica costeira e esteve envolvida em projetos de pesquisa que contemplam as áreas ligadas a Vulcanologia e Geoquímica.

Downloads

Publicado

2019-04-24

Como Citar

Dalan, C. de A., Vilalva, F. C. J., & Nascimento, M. A. L. (2019). Reavaliação das condições de cristalização de granitos alcalinos ediacaranos dos domínios Rio Piranhas-Seridó e São José do Campestre, Província Borborema, NE-Brasil. Geologia USP. Série Científica, 19(1), 129-152. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v19-149112

Edição

Seção

Artigos