Estudo da alteração intempérica atuante em escultura de Jesus Cristo do século XIX e seu suporte, pertencentes ao Mosteiro de São Bento, Rio de Janeiro, RJ

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v21-178458

Palavras-chave:

Mármore, Alabastro, Alterabilidade de rocha, Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro, Caracterização tecnológica de rochas

Resumo

O Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro apresenta exposto, em seu jardim, uma escultura do busto de Jesus Cristo sobre um suporte do século XIX. Ambas as peças são afetadas pelo intemperismo e se alteraram. Foram realizados caracterização tecnológica das peças e ensaios que forneceram dados que auxiliaram no entendimento das causas dessas alterações. Foram executadas análises por fluorescência de raios X (FRX), difração de raios X (DRX), ensaio colorimétrico, determinação da absorção de água (tubo de Karsten), velocidade ultrassônica e avaliação da dureza. As peças foram higienizadas para avaliação de poluentes e do pH. Os resultados de DRX indicaram que a escultura é composta de mármore (predominância de calcita) e do suporte de alabastro. Os resultados de FRX corroboraram com os de DRX, apontando que a escultura é composta de 49,90% de óxido de cálcio e 44,30% de perda ao fogo, associada à presença de carbonatos, enquanto o suporte apresenta 30,90% de óxido de cálcio, 21,90% de óxido de enxofre e 22,00% de perda ao fogo. No ensaio colorimétrico, a escultura apresentou cor cinza-escura, enquanto mármores semelhantes sãos, utilizados para comparação, tendem a cinza-claro e branco. No ensaio de absorção de água, ambas as peças apresentaram baixa permeabilidade. O ensaio de dureza indicou médias de valores maiores na estátua (489,07; 411,20 e 452,19 HLD) do que no suporte (188,14; 172,28; 164,57 e 201,71 HLD), indicando que o mármore é mais resistente do que o alabastro. Os resultados permitiram identificar que as alterações se devem, principalmente, ao local onde a escultura está exposta, e foi possível propor medidas para auxiliar na conservação desses objetos históricos. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). (2019). NBR 8802/19: Concreto endurecido - Determinação da velocidade de propagação de onda ultrassônica. Rio de Janeiro: ABNT. Auler, G. (1963). Ferdinand Pettrich 1798-1872. Disponível em: http://www.artedata.com/crml/crml3001.asp?ArtID=18.Acesso em: 6 out. 2020.

Bakolas, A., Biscontin, G., Moropoulou, A., Zendri, E. (1998). Characterization of structural byzantine mortars by thermogravimetric analysis. Thermochimica, 321(1-2), 151-160. https://doi.org/10.1016/S0040-6031(98)00454-7

Frascá, M. H. B. O., Yamamoto, J. K. (2014). Deterioração de rochas graníticas em edificações e monumentos. Investigação por ensaios de alteração acelerada. Revista Brasileira de Geologia de Engenharia e Ambiental, 4(1), 23-32. Disponível em: https://www.abge.org.br/volume-4-numero-1. Acesso em: 11 ago. 2021.

Gimenez, A. M. S. (2018). Suscetibilidade experimental de rochas do patrimônio histórico aos agentes do intemperismo. Tese (Doutorado). São Paulo: Instituto de Geociências, Universidade de São Paulo, 295p. https://doi.org/10.11606/T.44.2018.tde-10072018-152157

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). (2019a). Arquivo Noronha Santos. IPHAN. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/ans/. Acesso em: 6 out. 2020.

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). (2019b). Bens tombados. IPHAN. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/BENS%20TOMBADOS%20E%20PROCESSOS%20EM%20ANDAMENTO%202019%20MAIO.pdf. Acesso em: 6 out. 2020.

International Council on Monuments and Sites (ICOMOS). (1964). Carta de Veneza. Carta Internacional sobre a Conservação e o Restauro de Monumentos e Sítios. II Congresso Internacional de Arquitetos e Técnicos dos Monumentos Históricos. Veneza: ICOMOS. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Carta%20de%20Veneza%201964.pdf. Acesso em: 11 ago. 2021.

International Council on Monuments and Sites (ICOMOS). (2008). Illustrated glossary on stone deterioration patterns. Champigny/Marne, França: Icomos. Disponível em: https://www.icomos.org/publications/monuments_and_sites/15/pdf/Monuments_and_Sites_15_ISCS_Glossary_Stone.pdf. Acesso em: 11 ago. 2021.

Nix Sensor. (2021). Disponível em: https://www.nixsensor.com/. Acesso em: 4 ago. 2021.

Özturk, I. (1992). Alkoxysilanes consolidation of stone and earthen building materials. Dissertação de Mestrado. Pensilvânia: Universidade da Pensilvânia. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/76382158.pdf. Acesso em: 11 ago. 2021.

Proceq. (2015). Operating Instructions Pundit Lab. Proceq S.A. Disponível em: https://www.proceq.com/uploads/tx_proceqproductcms/import_data/files/Pundit%20PL-200_Operating%20Instructions_English_high.pdf. Acesso em: 17 ago. 2021.

Proceq. (2017). Operating Instructions Equotip 550. Proceq S.A. Disponível em: https://www.proceq.com/uploads/tx_proceqproductcms/import_data/files/Equotip_550_Operating_Instructions_English_high.pdf. Acesso em: 11 ago. 2021.

Reunion Internationale des Laboratoires D’essais et de Recherches sur les Materiaux et les Constructions (RILEM). (2006). RILEM II.4: Water absorption tube test.

Ribeiro, R. C., Figueiredo, P., Silva Barbutti, D. (2018). Multi-Analytical Investigation of Stains on Dimension Stones in Master Valentim’s Fountain, Brazil. Minerals, 8(10), 465. https://doi.org/10.3390/min8100465

Souza, J. C., Rolim Filho, J. L., Barros, M. L. S. C., Lira, B. B., Silva, S. A., Rieck, F. E. (2008). Análise colorimétrica de rochas ornamentais. III Congresso Brasileiro de Rochas Ornamentais e VI Simpósio de Rochas Ornamentais do Nordeste. Anais. Natal: CETEM, p. 88-96. Disponível em: http://mineralis.cetem.gov.br/handle/cetem/525. Acesso em: 11 ago. 2021.

The Victorian Artists (1997). Frederick August Ferdinand Pettrich. Disponível em: http://www.avictorian.com/Pettrich_Ferdinand.html. Acesso em: 6 out. 2020.

Vidal, F. V., Azevedo, H. C. A., Castro, N. F. (2013). Introdução. In: Vidal, F. V.; Castro, N. F., Frascá, M. H. B O. Tecnologia de rochas ornamentais: pesquisa, lavra e beneficiamento. Rio de Janeiro: CETEM/MCTI, p. 15-42. Disponível em: http://mineralis.cetem.gov.br/handle/cetem/1960. Acesso em: 11 ago. 2021.

Winkler, E. M. (2013). Stone in architecture: properties, durability. 3. ed. Berlin: Springer –Verlag. https://doi.org/10.1007/978-3-662-10070-7

Downloads

Publicado

2021-11-03

Como Citar

Felix, C. C. ., Mansur, K. L. ., & Ribeiro, R. C. da C. . (2021). Estudo da alteração intempérica atuante em escultura de Jesus Cristo do século XIX e seu suporte, pertencentes ao Mosteiro de São Bento, Rio de Janeiro, RJ. Geologia USP. Série Científica, 21(4), 3-12. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v21-178458

Edição

Seção

Artigos