A ocorrência de trilobitas Phacopida da Formação Pimenteira em João Costa, Piauí, Brasil

  • Juliana de Moraes Leme Universidade de São Paulo; Instituto de Geociências; Departamento de Geologia Sedimentar e Ambiental
  • Felipe van Enck Meira Universidade de São Paulo; Instituto de Geociências
  • Andre Mori Di Stasi Universidade de São Paulo; Instituto de Geociências
  • Sabrina Pereira Soares Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Faculdade de Ciências; Departamento de Educação

Resumo

Os fósseis de macroinvertebrados marinhos do Devoniano da Bacia do Parnaíba estão entre os mais diversos do Paleozoico do Brasil. Nos últimos anos, a maioria das revisões sobre esses fósseis envolveu trilobitas das formações Pimenteira e Cabeças, na região das cidades de Picos e Pimenteiras, no Estado do Piauí. Esta pesquisa relata a ocorrência de trilobitas devonianos da Formação Pimenteira, aflorante na cidade de João Costa, na região do Parque Nacional da Serra da Capivara, no sudeste do Piauí, onde duas espécies foram reconhecidas: Burmeisteria notica Clarke, 1913 e Metacryphaeus cf. australis Clarke, 1913. A ampla ocorrência destes gêneros no Domínio Malvinocáfrico mostra que eventos transgressivos durante parte do Devoniano favoreceu a comunicação entre as faunas das províncias Andina, Brasileira e Sul-africana, através da redução das barreiras geográficas. Finalmente, apesar do caráter ainda preliminar dos estudos sobre trilobitas da Formação Pimenteira, esta unidade continua fornecendo novos dados paleontológicos que contribuem para o entendimento destas assembleias fósseis.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-09-01
Como Citar
Leme, J., Meira, F., Stasi, A., & Soares, S. (2013). A ocorrência de trilobitas Phacopida da Formação Pimenteira em João Costa, Piauí, Brasil . Geologia USP. Série Científica, 13(3), 17-22. https://doi.org/10.5327/Z1519-874X201300030003
Seção
Artigos