Arte e conhecimento: autonomização da obra de arte e verdade estética

Autores

  • Felipe Catalani Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-7547.hd.2016.113346

Palavras-chave:

Estética – Dialética – Idealismo Alemão – Autonomia da Arte

Resumo

O presente artigo pretende esboçar a relação entre processo histórico e formação da estética enquanto forma de saber, isto é, como historicamente a arte se vincula à verdade na tradição dialética, tendo em vista principalmente as formulações de Kant, Hegel e a releitura materialista de Adorno. O diagnóstico de Peter Bürger a respeito da separação da arte da práxis vital é um ponto de partida para conceituar aquilo que veio a ser conhecido como “autonomia da arte”, condição histórica fundamental para o surgimento do tipo de reflexão estética que será aqui abordada

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Catalani, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Graduado em Filosofia pela Universidade de São Paulo em 2015. Mestrando em Filosofia pela Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2016-03-26

Como Citar

Catalani, F. (2016). Arte e conhecimento: autonomização da obra de arte e verdade estética. Humanidades Em diálogo, 7, 171-181. https://doi.org/10.11606/issn.1982-7547.hd.2016.113346

Edição

Seção

Academia