[1]
R. de S. Teza, “Deleuze e a desformatação da escola”, Humanid. diálogo, vol. 7, p. 221-227, mar. 2016.