Poesia infantil contemporânea: dimensão lingüística e imaginário infantils

Autores

  • Maurício Silva Centro Universitário Nove de Julho (UNINOVE)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1616.v12i13p359-380

Palavras-chave:

Literatura infantil, Poesia infantil, Linguagem, Imaginário, Literatura contemporânea

Resumo

Quando se fala em poesia de modo geral, e particularmente de poesia infantil, não se pode prescindir de uma abordagem fundamental para se apreender todo o intricado mundo da arte poética: trata-se de seu âmbito estrutural, que, associado ao já citado universo infantil, faz dessa poesia um campo particularmente propício à representação do imaginário da criança. Nesse sentido, qualquer análise que se pretenda fazer da poesia infantil requer um domínio relativamente amplo dos componentes estruturais que determinam sua constituição como gênero literário, já que os efeitos estéticos promovidos pelo texto poético ganham especial relevo quando se trata de um público diferenciado, como é aquele composto por crianças. O objetivo desse trabalho é exatamente analisar os componentes estruturais (conteúdo e forma) da produção poética infantil contemporânea, a fim de depreender suas linhas e força, sobretudo comparando-a à produção tradicional, além de inserir essa poesia na discussão teórica que opõem, no âmbito da literatura infantil, os aspectos estético e pedagógico, já que a poesia infantil pode-se situar precisamente na conjunção das esferas pedagógica e artística, na medida em que se afirma, a um só tempo, como instância própria do complexo instrutivo do ser humano e como manifestação estética, inscrevendo-se de forma singular e irredutível no complexo universo da criança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-12-01

Edição

Seção

nao definida