Os bibliotecários baianos: compreendendo a evolução de uma profissão

Autores

  • Jaires Oliveira Santos Universidade Federal da Bahia
  • Maria Isabel de Jesus Sousa Barreira Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v8i1p68-80

Palavras-chave:

Bibliotecários, Memória Institucional, Espaço educativo, Biblioteconomia Baiana

Resumo

O estudo buscou compreender o espaço de memória ocupado pelos Bibliotecários formados na Universidade Federal da Bahia entre os anos de 1980 a 2012. Nessa perspectiva, lançou-se um olhar sobre alguns aspectos relacionados a formação e atuação profissional, a fim de compreendê-lo enquanto sujeito da memória individual e coletiva responsável pela mediação do conhecimento humano produzido socialmente. Utilizou-se como instrumentos de coleta de dados fontes primárias que integram a memória institucional, tais como livros de atas de colação de grau, assim como, três livros comemorativos, referentes aos 40, 50 e 60 anos da antiga Escola de Biblioteconomia e acervos fotográficos relativos à trajetória da Instituição. A pesquisa caracteriza-se como exploratório documental, pretendeu percorrer as trilhas da memória institucional, onde transitaram pessoas, anseios, sonhos, crises, e, um desejo comum de adquirir uma formação profissional para exercer uma carreira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaires Oliveira Santos, Universidade Federal da Bahia

Professora auxiliar do Departamento de Documentação e Informação da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Mestranda em Ciência da Informação no Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UFBA). Especializanda em Docência no Ensino Superior na PUC/RS. Possui graduação em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade Federal da Bahia (2013). Membro do grupo de pesquisa: Competências profissionais e produção do conhecimento na contemporaneidade (CPPCC). Participa do projeto de pesquisa Identidade Bibliotecária: perfil dos egressos do curso de biblioteconomia e Documentação da UFBA, objetivando compor o livro comemorativo dos 70 anos do Curso de Biblioteconomia na Bahia. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Biblioteconomia, Formação Profissional, Competência em Informação, Gestão da Informação, Memória e Normalização de Trabalhos Acadêmicos.

Maria Isabel de Jesus Sousa Barreira, Universidade Federal da Bahia

Possui graduação em Biblioteconomia  e Documentação pela Universidade Federal da Bahia (1992) e Direito pela FSBA, 2014, mestrado em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba (2001) e doutorado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (2007). Atualmente é professor Adjunto IV da Universidade Federal da Bahia, Vice-Coordenadora do Curso de Biblioteconomia e Documentação/UFBA, Professora do Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação/ICI/UFBA (MESTRADO e DOUTORADO) e dos Curso de Biblioteconomia e Arquivologia e Especialização. Membro da Comissão editoria da revista PONTO DE ACESSO. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Ciência da Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: biblioteca escolar, mémoria, abnt, bibliotecas comunitárias, leitura, currículo, competêencia informacional, metodologia da pesquisa e arquivo escolar

Downloads

Publicado

2017-04-20

Como Citar

SANTOS, J. O.; BARREIRA, M. I. de J. S. Os bibliotecários baianos: compreendendo a evolução de uma profissão. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, [S. l.], v. 8, n. 1, p. 68-80, 2017. DOI: 10.11606/issn.2178-2075.v8i1p68-80. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/105788. Acesso em: 30 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos