Do conceito de informação ao discurso sobre competência em informação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v11i2p185-205

Palavras-chave:

Competência em Informação, Teoria da Informação, Ciência da Informação

Resumo

O presente artigo tem como objetivo relacionar as teorias da informação ao discurso de Competência em Informação. Trata-se de uma pesquisa do tipo exploratória, de abordagem qualitativa, que possui como instrumento de coleta de dados a pesquisa bibliográfica e documental. Aborda o conceito de informação e seus paradigmas e como esses paradigmas influenciaram o desenvolvimento da Ciência da Informação, sua conceituação e subáreas. Tem como resultados o fato de que a Competência em Informação esteve três distintas abordagens de acordo com os paradigmas da informação e uma abordagem custodial: 1 – custodial, ligada ao conceito de Educação de Usuários; 2 - física, que a compreendia sob o ponto de vista do acesso a documentos e dados; 3 - cognitiva, no qual se compreendia o papel da satisfação das necessidades de informação dos indivíduos; e 4 - social, que compreende o papel da Competência em Informação na formação social, ética e política dos indivíduos. Conclui que a Competência em Informação tem apresentado características distintas concomitantemente ao desenvolvimento das Teorias da Informação, enfatizando ora os aspectos físicos da informação, ora os cognitivos, ora os sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Robson Souza da Silva, Instituto Federal de Educação. Ciência e Tecnologia do Ceará

Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal do Ceará – UFC, Brasil.

Bibliotecário no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE, campus Cedro, Brasil.

Jefferson Veras Nunes, Universidade Federal do Ceará

Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP, Brasil.

Professor adjunto do Departamento de Ciências da Informação da Universidade Federal do Ceará – UFC, Brasil.

Thiciane Mary Carvalho Teixeira, Universidade Estadual do Ceará

Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP, Brasil.

Professora adjunta da Universidade Estadual do Ceará – UECE, Brasil.

Referências

AMERICAN ASSOCIATION OF SCHOOL LIBRARIANS. Standards for the 21st-Century in Action. Chicago, IL: AASL, 2009.

AMERICAN LIBRARY ASSOCIATION. Presidential commitee on information literacy: final report. Washington, DC: ALA, 1989.

ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila de. Fundamentos da Ciência da Informação: correntes teóricas e o conceito de informação. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 4, n. 1, p. 57-79, jan./jun. 2014. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/pgc/article/view/19120. Acesso em: 28 jun. 2018.

ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila de. O conceito de informação na Ciência da Informação. Informação & Sociedade: estudos, João Pessoa, v. 20, n. 3, p. 95-105, set./dez. 2010. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/277240372_O_conceito_de_informacao_na_Ciencia_da_Informacao. Acesso em: 18 dez. 2019.

BEHRENS, Shirley J. A conceptual analysis and historical overview of information literacy. College & Research Libraries, v. 55, n. 4, p. 309-322, jul. 1994. Disponível em: https://crl.acrl.org/index.php/crl/article/view/14902/16348. Acesso em: 28 jun. 2018.

BORGES, Jussara. A contribuição das pesquisas em competências infocomunicacionais ao conceito de Media and Information Literacy. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 13, n. esp., p. 27-46, jan./jul. 2017. Disponível em: < https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/667/569>. Acesso em 28 jun. 2018.

BORKO, Harold. Information Science: what is it? American Documentation, [s. l.], p. 3-5, jan. 1968. Disponível em: https://www.marilia.unesp.br/Home/Instituicao/Docentes/EdbertoFerneda/k---artigo-01.pdf. Acesso em: 28 jun. 2018.

BROOKES, Bertam C. The foundations of information science: part i. philosophical aspects. Journal of Information Science, [s. l.], v. 2, p. 125-133, 1980.

CAMPELLO, Bernadete. O movimento da competência informacional: uma perspectiva para o letramento informacional. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 3, p. 28-37, set./dez. 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ci/v32n3/19021.pdf. Acesso em: 24 maio 2019.

CAPURRO, Rafael. Epistemologia e Ciência da Informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 5., 2003. [Anais…]. Belo Horizonte: ANCIB, 2003. Disponível em: http://www.capurro.de/enancib_p.htm. Acesso em: 18 dez. 2019.

CAPURRO, Rafael; HJORLAND, Birger. O conceito de informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 12, n. 1, p. 148-207, jan./abr. 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/pci/v12n1/11.pdf. Acesso em: 28 jun. 2018.

CRESPO, Isabel Merlo; CAREGNATO, Sônia Elisa. Comportamento de busca de informação: uma comparação de dois modelos. Em questão, Porto Alegre, v. 9, n. 2, p.271-281, jul./dez. 2003. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/73/33. Acesso em: 18 dez. 2019.

DOYLE, Andréa. Ideologia e competência crítica em informação: um olhar para movimentos de Biblioteconomia crítica. Folha de Rosto, Juazeiro do Norte, v. 4, n. 1, p. 25-33, jan./jun. 2018. Disponível em: https://periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/274. Acesso em: 18 dez. 2019.

DUDZIAK, Elisabeth Adriana Dudziak. Information literacy: princípios, filosofia e prática. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 1, p. 23-35, jan./abr. 2003. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1016/1071. Acesso em: 18 dez. 2019.

FARÓIS da sociedade da informação: declaração de Alexandria sobre competência em informação e aprendizado ao longo da vida. Alexandria: IFLA, 2005.

FRAMEWORK for information literacy for higher education. [s. l.]: ACRL, 2016. Disponível em: http://www.ala.org/acrl/sites/ala.org.acrl/files/content/issues/infolit/Framework_ILHE.pdf. Acesso em: 28 jun. 2018.

HJØRLAND, Birger. Theoretical development of information science: a brief history. Journal of Information Science, [s. l.], v. 1, p. 1-17, 2014.

MARCO de avaliação global da alfabetização midiática e informacional: disposição e competências do país. Brasília: UNESCO, 2016. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000246398. Acesso em: 18 dez. 2019.

OWENS, R. The state government & libraries. Library Journal, [s. l.], v. 101, n. 1, p. 19-28, jan. 1976.

QUEIROZ, Daniela Gralha de Caneda; MOURA, Ana Maria Mielniczuk de. Ciência da Informação: história, conceitos e características. Em Questão, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 35-42, ago./dez. 2015. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/6142013.pdf. Acesso em: 18 dez. 2019.

SARACEVIC, Tefko. Ciência da informação: origem, evolução e relações. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jul. 1996. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/235/22. Acesso em 28 jun. 2018.

SILVA, Armando Malheiro da. Mediações e mediadores em Ciência da Informação. Prisma, [s. l.], n. 9, p. 68-104, 2009. Disponível em: http://www.brapci.inf.br/index.php/res/download/86496. Acesso em 18 dez. 2019.

VITORINO, Elizete Vieira; PIANTOLA, Daniela. Competência informacional: bases históricas e conceituais: construindo significados. Ciência da Informação, Brasília, v. 38, n. 3, p. 130-141, set./dez. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ci/v38n3/v38n3a09.pdf. Acesso em 24 maio 2019.

VITORINO, Elizete Vieira; PIANTOLA, Daniela. Dimensões da competência informacional (2). Ciência da Informação, Brasília, v. 40, n. 1, p. 99-110, jan./abr. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ci/v40n1/a08v40n1.pdf. Acesso em 24 maio 2019.

ZURKOWSKI, Paul. The information servisse environment relationships and priorities. Washington: NCLIS, 1974. Disponível em: https://files.eric.ed.gov/fulltext/ED100391.pdf. Acesso em 28 jun. 2018.

Downloads

Publicado

2020-12-29

Como Citar

SILVA, C. R. S. da; NUNES, J. V.; TEIXEIRA, T. M. C. Do conceito de informação ao discurso sobre competência em informação. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, [S. l.], v. 11, n. 2, p. 185-205, 2020. DOI: 10.11606/issn.2178-2075.v11i2p185-205. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/158094. Acesso em: 19 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos