Análise das práticas de governança corporativa e sua relação com o compartilhamento do conhecimento nas instituições do terceiro setor

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v11i2p37-59

Palavras-chave:

Governança Corporativa, Gestão do Conhecimento, Compartilhamento de Conhecimento, Demonstrações Contábeis

Resumo

As mudanças ocorridas no cenário empresarial brasileiro, com a ampliação da complexidade de sua atuação e surgimento de novos atores no ambiente organizacional têm influenciado diretamente as organizações do Terceiro Setor, representadas por fundações e associações que, assim como as empresas, necessitam de boas práticas de governança, o que inclui o compartilhamento de conhecimento. Em função desse contexto surge o problema de pesquisa que se traduz nas seguintes questões: as associações assistenciais atendem as exigências trazidas pela prática de Governança Corporativa? Elas apresentam em sua estrutura os pilares de Gestão do Conhecimento e esses promovem o compartilhamento de conhecimento nessas instituições? Considerando essas questões    o presente estudo teve como objetivo geral analisar as atividades das Associações Assistenciais, buscando compreender se essas instituições possuem os pilares necessários para a aplicação das práticas de Governança Corporativa bem como se essas práticas promoverão o compartilhamento do conhecimento nessas instituições. A metodologia caracteriza-se como qualitativa, de natureza exploratória e descritiva. Como método de pesquisa foi utilizado o estudo de caso múltiplo, tendo como universo de pesquisa um conjunto de associações de cunho assistencial localizadas no munícipio de Curitiba-PR. Os resultados obtidos demonstram que as Associações estudadas compreendem a importância das boas práticas de Governança Corporativa e seguem alguns de seus princípios, atendendo parcialmente aos pilares, de forma intrínseca ou não; têm ciência da aplicação ou aplicam-nos mesmo sem os conhecer, respectivamente. Pode-se concluir que as organizações estudadas atendem parcialmente, às exigências expostas pela Governança Corporativa, mesmo que muitas vezes o façam de maneira instintiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Fernando Conduta, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp)

Doutorando em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" – UNESP, campus de Marília, Brasil.

Professor Assistente na Universidade Positivo.

Marcia Cristina de Carvalho Pazin Vitoriano, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp)

Doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo – USP, Brasil.

Docente do Departamento de Ciência da Informação, da Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" – UNESP, campus de Marília, Brasil.

Referências

ANDRADE, A.; ROSSETTI, J. P. Governança corporativa: fundamentos, desenvolvimento e tendências. 3. ed. atual. ampl. São Paulo: Atlas, 2006.

BARBIERI, C. B. Terceiro setor: desafios e perspectivas constitucionais. Curitiba: Juruá, 2008.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011, p. 1-49.

BENEDICTO, S. C.; GUIMARÃES JÚNIOR, E. S.; PEREIRA, J. R.; ANDRADE, G. H. N. Governança corporativa: uma análise da aplicabilidade dos seus conceitos na administração pública. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 15, n. 2, p. 286-300, 2013.

DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. Ecologia da informação. São Paulo: Futura, 1998.

FLYVBERJERG, B. Five misunderstandings about case-study research. Qualitative Inquiry, [s. l.], v. 12, n. 2, p. 219-2045, 2006.

HOFFMANN, W. A. M. Gestão do conhecimento: desafios de aprender. São Carlos: Compacta, 2009.

HOFFMANN, W. A. M. Gestão do conhecimento e da informação em organizações baseados em inteligência competitiva. Ciência da Informação, Brasília, v. 45, n. 3, 22 fev. 2018. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/download/4045/3564/. Acesso em 22 out. 2019.

IBGC. Código das melhores práticas de governança corporativa. 5. ed. [s. l.]: IBGC, 2015. Disponível em: https://conhecimento.ibgc.org.br/Paginas/Publicacao.aspx?PubId=21138. Acesso em: 31 mar. 2020.

MARTINS, O. S.; VENTURA JR. R. Influência da governança corporativa na mitigação de relatórios financeiros fraudulentos. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, v. 22, n. 1, p 65-84, 2020. Disponível em: http://rbgn.fecab.br/RBGN/article/view/4039. Acesso em: 20 jul. 2020.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (Brasil). Consulta a entidades qualificadas: conheça as entidades qualificadas como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) em sua cidade. 2020. Disponível em: http://portal.mj.gov.br/SistemaOscip/resultadoconsulta.asp. Acesso em: 11 set. 2020.

NONAKA, I.; TAKEUCH, H. Gestão do conhecimento. Porto Alegre: Bookman, 2008.

SILVA, A. L. P. Governança institucional: um estudo do papel e da operação dos conselhos das organizações da sociedade civil no contexto brasileiro. São Paulo: Atlas, 2016.

TONET, H. C.; PAZ, M. G. T. Um modelo para o compartilhamento de conhecimento no trabalho. Ver. Adm. Contemp., Curitiba, v. 10, n. 2, p. 75-94, jun. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552006000200005&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 31 mar. 2020.

VALENTIM, M. L. P. Ambientes e fluxos de informação em contextos empresariais: o caso do setor cárnico de Salamanca/Espanha. Brazilian Journal of Information Science, Marília, v. 7, n. especial, p. 299-323, 1º. sem. 2013. Disponível em: https://www2.marilia.unesp.br/index.php/bjis/article/view/3130. Acesso em: 08 out. 2019.

YIN, R. K. Case study research: design and methods. 5. ed. Thousand Oaks: Sage Publications, 2015.

YIN, R.K. Qualitative research from start to finish. New York: The Guilford, 2011.

SZABO, V.; COSTA, B. K.; RIBEIRO, H. C. M. Stakeholders e sustentabilidade: produção científica internacional entre 1998 e 2011. REBRAE: Revista Brasileira de Estratégia, Curitiba, v. 7, n. 2, p. 174-190, maio/ago. 2014. Disponível em: http://wwww.pucpr.br/reol/pb/index.php/rebrae?dd99-issue&dd0=620. Acesso em 15 jul. 2020.

Downloads

Publicado

2020-12-29

Como Citar

CONDUTA, L. F.; VITORIANO, M. C. de C. P. . Análise das práticas de governança corporativa e sua relação com o compartilhamento do conhecimento nas instituições do terceiro setor. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, [S. l.], v. 11, n. 2, p. 37-59, 2020. DOI: 10.11606/issn.2178-2075.v11i2p37-59. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/168357. Acesso em: 14 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos