Cenário dos repositórios institucionais: a realidade dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v12i2p218-238

Palavras-chave:

Repositório Institucional, Ciência Aberta, Produção científica, Institutos Federais de Educação, ProfEPT

Resumo

Como forma de ampliar a visibilidade e divulgação das produções acadêmicas e científicas, algumas instituições de ensino passaram a fazer uso de Repositórios Institucionais (RI), ferramentas tecnológicas que surgiram a partir do movimento mundial de acesso aberto à informação científica. Este trabalho apresenta como objeto de estudo o cenário de implantação de Repositórios nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IF) com marco temporal até maio de 2020. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica de caráter qualitativo. Foi realizado o mapeamento para identificar quais IF possuíam Repositório Institucional. A coleta de dados aconteceu por meio de consulta em sites institucionais, envio de e-mails ao grupo de bibliotecários da Rede brasileira de Institutos Federais e coleta de informações por meio do Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC). Identificou-se que das 38 instituições pesquisadas 15 já possuem Repositório Institucional e outras 15 estão em fase de implantação. Acredita-se que a implantação de repositórios nos IF ainda precisa avançar significativamente para proporcionar maior visibilidade às suas produções acadêmicas, técnicas e científicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vera Lucia Solano Feitosa Porto, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul

Mestranda em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul – IFMS, Brasil.

Bibliotecária-documentalista do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul – IFMS, Brasil.

Vanessa Oliveira de Macêdo Cavalcanti, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, Brasil.

Bibliotecária-documentalista do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN, Brasil.

Bruna Laís Campos do Nascimento, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, Brasil.

Bibliotecária-documentalista do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN, Brasil.

Dante Alighieri Alves de Mello, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul

Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Brasil.

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul – IFMS, Brasil.

Edgar Bisset Alvarez, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista – UNESP, Brasil.

Professor do Programa de pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, Brasil.

Referências

ALVES, Virgínia. Informação em Biblioteconomia: o livre acesso nas universidades federais. Curitiba: Appris, 2017.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Regimento Interno, estabelecido pela Resolução nº 17, de 1989. Brasília, 1989. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/rescad/1989/resolucaodacamaradosdeputados-17-21-setembro-1989-320110-normaatualizada-pl.html. Acesso em: 30 jun. 2006.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Projeto de Lei nº 1120/2007. Brasília, 2007. Disponível em: https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=352237. Acesso em: 29 ago. 2020.

BRASIL. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília, DF: Presidente da República, [2008]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm. Acesso em: 12 maio 2020.

BRASIL. Senado Federal. Projeto de Lei do Senado nº 387/2011. Brasília, 2011. Disponível em: https://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/101006. Acesso em: 29 ago. 2020.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Projeto de Lei nº 6702/2013. Brasília, 2013. Disponível em: https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=599605. Acesso em: 29 ago. 2020.

BRASIL. Senado Federal. Projeto de Lei do Senado nº 6473/2019. Brasília, 2019. Disponível em: https://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/140248. Acesso em: 29 ago. 2020.

CERRAO, Natalia Gallo; CASTRO, Fabiano Ferreira de. Repositórios institucionais das universidades federais brasileiras: análise da representação da informação. Informação & Tecnologia, João Pessoa, v. 5, n. 1, p. 92-104, 2018. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/110392. Acesso em: 18 jan. 2020.

CORRÊA, Tiago Silva. A produção técnica na Universidade Federal de São Carlos: identificação para comunicação no repositório institucional. 2017. 85 f. Dissertação (Mestrado em Ciência, Tecnologia e Sociedade) - Universidade Federal de São Carlos. Centro de Educação e Ciências Humanas. São Carlos, SP, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/8866. Acesso em: 18 jul. 2020.

FRETES, Cristiano Hass; SILVA, Lucas Lourenço. Desenvolvimento do RIF: repositório institucional de produções científicas e intelectuais do IFMS. 2019. 21 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso Técnico em Informática) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul, Campus Ponta Porã, Ponta Porã, 2019.

GRÁCIO, José Carlos Abbud. Preservação digital na gestão da informação: um modelo processual para as instituições de ensino superior. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/113727/ISBN9788579833335.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em 10 jun. 2020.

IBICT. Sistema para construção de repositórios institucionais digitais (DSpace). Brasília, Disponível em: https://ibict.br/tecnologias-para-informacao/dspace. Acesso em: 12 jun. 2020.

IFMS. Boletim de serviço. ed. 65/2019. Campo Grande, 2019. Disponível em: https://suap.ifms.edu.br/bse/visualizar_boletim/97/. Acesso em: 17 ago. 2020.

INEP. Instrumento de avaliação de cursos de graduação presencial e a distância: reconhecimento, renovação de reconhecimento. Brasília, 2017. Disponível em: https://download.inep.gov.br/educacao_superior/avaliacao_cursos_graduacao/instrumentos/2017/curso_reconhecimento.pdf. Acesso em: 12 nov. 2020.

INEP. Manual de preenchimento do Censo da Educação Superior 2019: módulo Instituição de Educação Superior (IES). Brasília, 2019. Disponível em: https://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/questionarios_e_manuais/2019/Modulo_IES.pdf. Acesso em: 12 abr. 2020.

MOURA, Dante Henrique; LIMA FILHO, Domingos Leite; SILVA, Mônica Ribeiro. Politecnia e formação integrada: confrontos conceituais, projetos políticos e contradições históricas da educação brasileira. Revista Brasileira de Educação, [s.l.], v. 20, n. 63, p. 1057-1080, dez. 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/s1413-24782015206313. Acesso em: 16 out. 2019.

PEREIRA, Rodrigo. Desenvolvendo a competência em informação: resultados da prática no ensino fundamental. Rio de Janeiro: Interciência, 2015.

PERGAMUM: informações gerais. Paraná, 2021. Disponível em: http://www.pergamum.pucpr.br/. Acesso em: 23 fev. 2021.

PINTO, Adélia de Moraes; MENDONÇA, Dóris Campos; DANIN, Gisela Fernanda Monteiro; RODRIGUES, Andreia Cristina da Paixão.; BERRÍO-ZAPATA, Cristian. Panorama dos repositórios institucionais nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia do Brasil. Ciência da Informação, v. 48, n. 3, 20 mar. 2019. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/4910. Acesso em: 20 maio 2020.

PORTO, Vera Lucia Solano Feitosa. Proposta de implantação de Repositório Institucional no Campus Campo Grande do IFMS: um estudo de caso. 2016. 39f. Monografia (Graduação em Biblioteconomia) - Instituto de Ensino Superior da Funlec – IESF, Campo Grande, 2016.

SETENARESKI, Ligia Eliana; SHIMA, Walter; SUNYE, Marcos Sfair. A dinâmica competitiva do mercado mundial de publicações científicas: tendências e alternativas do acesso aberto. Curitiba: Appris, 2019.

SILVA, Terezinha Elisabeth da; ALCARÁ, Adriana Rosecler. Acesso aberto à informação científica: políticas e iniciativas governamentais. Informação & Informação, Londrina, v. 14, n. 2, p. 100-116, jul./dez., 2009. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/4817. Acesso em 17 jul. 2020.

SILVA, Terezinha Elisabeth da; TOMAÉL, Maria Inês. Repositórios Institucionais e o Modelo Open. In: TOMAÉL, Maria Inês (Org.). Fontes de Informação na internet. Londrina: Eduel, 2008. Disponível em: https://books.google.com.br/books/about/Fontes_de_Informa%C3%A7%C3%A3o_na_Internet.html?id=cHYqBF3G3lkC&printsec=frontcover&source=kp_read_button&redir_esc=y#v=onepage&q&f=false. Acesso em: 12 dez. 2020.

SHINTAKU, Milton; BRITO, Ronnie Fagundes de. Guia de usuário do OMP: sistema de editoração eletrônica de livros e monografias. Brasília: IBICT; Curitiba: PUCPRESS, 2019. Disponível em: https://pucpress.pucpr.br/index.php/pucpress/catalog/view/130/159/668-1. Acesso em 23 fev. 2021.

TOMAÉL, Maria Inês (Org.). Compartilhamento da informação. Londrina: Eduel, 2012.

WEITZEL, Simone da Rocha. O mapeamento dos repositórios institucionais brasileiros: perfil e desafios. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [s.l.], v. 24, n. 54, p. 105-123, jan./abr. 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2019v24n54p105/38092. Acesso em: 17 jul. 2020.

Downloads

Publicado

2021-11-30

Como Citar

PORTO, V. L. S. F.; CAVALCANTI, V. O. de M. .; NASCIMENTO, B. L. C. do .; MELLO, D. A. A. de; ALVAREZ, E. B. . Cenário dos repositórios institucionais: a realidade dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 218-238, 2021. DOI: 10.11606/issn.2178-2075.v12i2p218-238. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/183152. Acesso em: 2 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos