Mapeamento da produção científica brasileira sobre Memória e Esquecimento no âmbito da Ciência da Informação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v13i2p47-68

Palavras-chave:

Memória, Esquecimento, Ciência da Informação

Resumo

Este artigo tem como objetivo geral mapear a produção científica sobre os temas “Memória” e “Esquecimento” na literatura da Ciência da Informação no Brasil. Tem-se como objetivos específicos: identificar os títulos das produções, verificar os principais canais e fontes de publicação, averiguar a origem das produções, identificar os principais autores que publicam sobre as temáticas em questão, especificar as instituições e regiões mais produtivas sobre o tema. Quanto aos procedimentos metodológicos adotados, o estudo caracteriza-se como descritivo de abordagem quantitativa e natureza básica, tendo-se como parâmetro a Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação. Como resultado obteve-se um panorama geral sobre a produção científica na área da CI relacionada à integração dos temas “Memória” e “Esquecimento” a partir da seguinte categorização: títulos das produções, canais e fontes de publicação, origem das produções, autores, instituições e regiões mais produtivas. Assim, conclui-se que a abordagem dos temas “Memória e “Esquecimento” de forma interconectada no âmbito da Ciência da Informação superou a fase da descoberta e adentrou a exploratória, de modo que progressivamente ocorre uma descentralização da produção do eixo Rio-São Paulo, impulsionada pela existência de redes de coautoria intra e interinstitucionais, com destaque para a ação de pesquisadores de instituições das regiões Sul e Nordeste. As temáticas estão em uma fase de expansão quantitativa de publicações rumo à institucionalização do tema “Esquecimento” como face da mesma moeda da Subárea “Memória” no âmbito das discussões em Ciência da Informação.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Ronald Tavares Leão Moret, Universidade Federal do Espírito Santo

    Mestrando em Ciência da Informação pela Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, Brasil; Bibliotecário-Documentalista do Instituto Federal de Educação Ciência em Tecnologia Baiano, Teixeira de Freitas, BA, Brasil.

  • Marta Leandro da Mata, Universidade Federal do Espírito Santo

    Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP, campus de Marília; Professora Adjunta da Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, Vitória, ES, Brasil.

  • Rosa da Penha Ferreira da Costa, Universidade Federal do Espírito Santo

    Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília – UnB, Brasil; Professora Adjunta da Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, Vitória, ES, Brasil.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 5. ed. Lisboa: Edições 70, 2021.

BARRETO, A. A. Os agregados de informação: memórias, esquecimento e estoques de informação. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v. 1, n. 3, 2000. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/37 77. Acesso em: 25 mar. 2021.

BARROS, Daniela Martí. A memória. Comciência, n. 52, p. 1- 4, mar. 2005. Disponível em: https://www.comciencia.br/dossies-1-72/reportagens/memoria/15.shtml. Acesso em: 04 jun. 2007.

BUFREM, L. S.; COSTA, F. D. O.; GABRIEL JUNIOR, R. F.; PINTO, J. S. P. Modelizando práticas para a socialização de informações: a construção de saberes no ensino superior. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 15, n. 2, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pci/a/DHV9RQMtPKMrRRrdDMzMVvh/abstract/?lang=pt. Acesso em: 25 jun. 2021.

CHAPOUTHIER, Georges. Registros evolutivos. Viver Mente & Cérebro: memória, n. 2, ed. especial, p. 8-13, jul. 2006.

DODEBEI, Vera. Memória e informação: interações no campo da pesquisa. In: MURGIA, Eduardo Ismael. Memória: um lugar de diálogo para Arquivos, Bibliotecas e Museus. São Paulo: Compacta, 2010. p. 59 -78.

FIGUEIREDO, F. C.; ALMEIDA, F. G. Ontologias em ciência da informação: um estudo bibliométrico no brasil. Ciência da Informação, Brasília, v. 46, n. 1, 2017. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/4011. Acesso em: 10 jun. 2021

FERREIRA, Jonatas; AMARAL, Aécio. Memória eletrônica e desterritorialização. Política e Sociedade: Revista Sociologia Política, Florianópolis, v. 03, n. 04, 2004. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/politica/article/view/2004. Acesso em 10 jun. 2021.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008

GONDAR, Jô. Quatro proposições sobre memória social. In: GONDAR, Jô; DODEBEI, Vera. (org.) O que é memória social?. Rio de Janeiro: Contra Capa Livraria. Programa de Pós Graduação em Memória Social da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, 2005.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1993.

MARTINHO, C. Redes: uma introdução às dinâmicas da conectividade e da auto- organização. Brasília: WWF-Brasil, 2003.

MEADOWS, Arthur Jack. Comunicação científica. Brasília: Briquet de Lemos, 1999.

MONTEIRO, S. D.; CARELLI, A. E.; PICKLER, M. E. V. A ciência da informação, memória e esquecimento. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v. 9, n. 6, 2008. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/6382. Acesso em: 25 maio 2021.

OLIVEIRA, E. B.; RODRIGUES, G. M. As concepções de memória na ciência da informação no Brasil: estudo preliminar sobre a ocorrência do tema na produção científica. Ponto de Acesso, Salvador, v. 3, n. 3, 2009. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/3613/2745. Acesso em: 25 maio 2021.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro; BRÄSCHER, Marisa; BURNIER, Sonia. Ciência da Informação: 32 anos (1972-2004) no caminho da história e horizontes de um periódico científico brasileiro. Ciência da Informação, Brasília, v. 34, n. 3, 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ci/a/pNnMt96fgvkR4hfV64wTLzv/?lang=pt#. Acesso em 29 jul. 2021.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro. Processo evolutivo e tendências contemporâneas da ciência da informação. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 15, n. 1, p. 13-48, jan./jun. 2005. Disponível em: https://ridi.ibict.br/handle/123456789/23. Acesso em: 31 maio 2021.

POLLAK, Michael. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3. 1989. Disponível em: http://www.uel.br/cch/cdph/arqtxt/Memoria_esquecimento_silencio.pdf. Acesso em: 31 maio 2021.

RICOEUR, Paul. O esquecimento. In: RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Editora Unicamp, 2007. Cap. 3, p. 423-462. Disponível em: https://mega.nz/folder/Jxl3iT6S#Uq2rP8RZTOOnPceP89LdwA. Acesso em: 31 maio 2021.

RODRIGUES, G. M.; OLIVEIRA, E. B. Memória e esquecimento no mundo virtual: os mesmos fios tecendo uma nova trama?. Liinc em revista, Rio de Janeiro, v. 11, n.1, 2015. DOI: 10.18617/liinc.v11i1.796. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/download/96439. Acesso em 15 jun. 2021.

SANTOS, M. S. Memória coletiva e identidade nacional. São Paulo: Annablume, 2013.

SARACEVIC, Tefko. Ciência da Informação: origem, evolução e relações. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jun. 1996. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/235. Acesso em 20 jun. 2021

SILVA, Alzira Karla Araújo da; CÂMARA, R. S.; BARROS, K. C. Q. B. Evolução dos estudos sobre a temática ‘redes’ entre pesquisadores do GT7 nos ENANCIBs (2011 a 2016). Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 22, n. 4, p.140-156, out./dez. 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pci/a/M6LWpfk4L74ghQhXmqKrXsx/?format=pdf&lang=pt . Acesso em: 15 jun. 2021.

Downloads

Publicado

2022-12-20

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

MORET, Ronald Tavares Leão; MATA, Marta Leandro da; COSTA, Rosa da Penha Ferreira da. Mapeamento da produção científica brasileira sobre Memória e Esquecimento no âmbito da Ciência da Informação. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, Brasil, v. 13, n. 2, p. 47–68, 2022. DOI: 10.11606/issn.2178-2075.v13i2p47-68. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/188970.. Acesso em: 14 jul. 2024.