O pensamento crítico na Arquivologia, na Biblioteconomia e na Museologia

Autores

  • Carlos Alberto Avila Araújo Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v5i1p27-46

Palavras-chave:

Teoria Crítica, Epistemologia, Arquivologia, Biblioteconomia, Museologia

Resumo

Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia se constituíram, como disciplinas científicas, no final do século XIX, a partir da consolidação de um modelo custodial patrimonialista e, depois, de uma perspectiva funcionalista. Foi com o surgimento de teorias e reflexões críticas que as três áreas ampliaram seu escopo de estudos e problematizações, bem como inseriram-se num diálogo mais amplo com as demais ciências humanas e sociais. Nesta ampliação, também se fizeram sentir condições propícias para um maior diálogo e fortalecimento mútuo entre as três áreas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Alberto Avila Araújo, Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais

Professor adjunto da ECI/UFMG. Doutor em Ciência da Informação. Pós-doutorando pela Universidade do Porto com bolsa da CAPES.

Downloads

Publicado

2014-03-25

Como Citar

ARAÚJO, C. A. A. O pensamento crítico na Arquivologia, na Biblioteconomia e na Museologia. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, [S. l.], v. 5, n. 1, p. 27-46, 2014. DOI: 10.11606/issn.2178-2075.v5i1p27-46. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/64304. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos