Metodologias ativas no Curso de Italiano da UFBA: relato de experiências inovadoras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.i40p31-43

Palavras-chave:

Tecnologias digitais, Ensino de línguas estrangeiras, Contemporaneidade

Resumo

Este artigo é fruto de uma das etapas cumpridas durante o meu estágio pós doutoral junto ao Programa de Pós Graduação em Educação e Contemporaneidade (PPGEDUC/UNEB), em que desenvolvi estudos diretamente no Grupo de Pesquisa em Geotecnologias, Educação e Contemporaneidade/GEOTEC acerca do tema: “Experiências inovadoras no ensino do italiano: uma investigação teórico crítica da própria prática docente”. É um trabalho de natureza exploratória e se propõe a fazer uma reflexão crítica sobre minha prática pedagógica compreendida no período de 2013 ao primeiro semestre de 2019, no âmbito do ensino da língua italiana mediado por tecnologias digitais. Para tanto, farei um breve relato da minha experiência a fim de que, paralelamente, eu possa dialogar com alguns autores que têm norteado o meu trabalho ao longo desses anos de pesquisa e de atuação docente: Freire (1996), Cortelazzo; Fiala; Piva Júnior; Panissom, Junqueira e Rodrigues (2018), Hetkoswski (2010), Santaella (2016), Lèvy (1999; 2003), Bacich (2016), Bakhtin (1979), Mill (2018). Por fim, trarei algumas proposições acerca do uso das tecnologias digitais na educação, pontuando a necessidade urgente de mudança de paradigma educacional no contexto do século XXI.

Biografia do Autor

Jadirlete Lopes Cabral, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Jadirlete Lopes Cabral é Professora Associada 1 na Universidade Federal da Bahia, Mestre e Doutora em Língua e Literatura Italiana pela UFRJ, Pós doutora em tecnologias digitais e contemporaneidade pelo Programa de Pós Graduação em Educação e Contemporaneidade (PPGEDUC/UNEB), onde atua como colaboradora junto ao Grupo de Pesquisa em Geotecnologias, Educação e Contemporaneidade (Geotec/UNEB). É vice líder do grupo de pesquisa Ensino e Aprendizagem de Línguas com Tecnologias Digitais (CNPq/UFBA), desde 2013. Sua formação acadêmica tem ênfase em: contemporaneidade, semiótica, metodologias de ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras com tecnologias digitais e elaboração de materiais didáticos digitais.

Principais publicações:

CABRAL, J. L’insegnamento a distanza in Brasile: grandi attese per un grande paese. In: GUARDIANI, F. (Org.): Dalla stampa al digitale: aspetti di un disagio culturale.  Firenze:  Franco Cesati Editore, 2017, vol. 1, pp. 57 a 64, ISBN: 9788876676246 

AGUIRRE, C.; CABRAL, J. Moodle versátil: suporte para aulas virtuais e autoavaliação discente. In: CAMPONES, K. C. (Org.).: Ensino e Aprendizagem como Unidade Dialética. Ponta Grossa: Atena, 2019, vol 2, pp. 203 a 217, 1ª edição, ISBN: 9788572474832

AGUIRRE, C.; CABRAL, J. Moodle na graduação e extensão: relatos de experiência. Revista Linguagem: Estudos e Pesquisa. Volume 22, 2018, pp. 173 a 186. ISSN: 2358-1042. Disponível em: http://https://www.revistas.ufg.br/lep/article/view/57505

Referências

BACICH, L. Ensino Híbrido: Proposta de formação de professores para uso integrado das tecnologias digitais nas ações de ensino e aprendizagem. Anais do Workshop de Informática na Escola, [S.l.], p. 679, nov. 2016. ISSN 2316-6541. Disponível em: <https://www.br-ie.org/pub/index.php/wie/article/view/6875/4753>. Acesso em: 06/08/2020. doi:http://dx.doi.org/10.5753/cbie.wie.2016.679

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Trad. M.E.G. Pereira. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 1979.

BERTOLDO, H. L.; MILL, D. Tecnologia. In: MILL, D. (org.). Dicionário crítico de educação e tecnologias e de educação a distância. Campinas, São Paulo: Papirus, 2018.

BRASIL.: Seminário Internacional do Programa Cultura Viva: Novos Mapas Conceituais. Ministério da Cultura, Pirenópolis, 2009.

BRASIL. Secretaria de Educação Superior. PORTARIA Nº 4.059, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2004, publicada em DOU, de 13/12/2004, Seção 1, p. 34, <http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/nova/acs_portaria4059.pdf>. Acesso em: 29/08/2020.

BRASIL. Ministério da Educação. PORTARIA Nº 2.117, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2019. Dispõe sobre a oferta de carga horária na modalidade de Ensino a Distância - EaD em cursos de graduação presenciais ofertados por Instituições de Educação Superior - IES pertencentes ao Sistema Federal de Ensino. Diário Oficial da União, Brasília, DF, seção 1, p. 131, dez. 2019. Disponível em: <https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-2.117-de-6-de-dezembro-de-2019-232670913>. Acesso em: 29/08/2020.

CONTRERAS-ESPINOSA, R. S. Convergência midiática e educação. In: MILL, D. (org.). Dicionário crítico de educação e tecnologias e de educação a distância. Campinas, São Paulo: Papirus, 2018.

CORTELAZZO, A.; FIALA, D. A. S.; PIVA JR., D.; PANISSOM, L.; JUNQUEIRA, M. R.; RODRIGUES, B. Metodologias ativas e personalizadas de aprendizagem: para refinar seu cardápio metodológico. RJ: Alta Books, 2018, 224 p.

FREIRE, P. Pedagogia da esperança. 25ª ed. São Paulo: Edufscar, 1992. ISBN: 978-85-7753-177-6

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 33 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 1999

LÉVY, P. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola, 2003

HETKOWSKI, T. M. Geotecnologia: como explorar educação cartográfica com as novas gerações? In: XV Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino (ENDIPE), 2010, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte, MG: UFMG, 2010.

LIMA Jr. A. S. de; HETKOWSKI, T. M. Educação e Contemporaneidade: por uma abordagem histórico-antropológica da tecnologia e da práxis humana como fundamento dos processos formativos e educacionais. In. LIMA Jr. A. S. de; HETKOWSKI, T. M. (Orgs). Educação e Contemporaneidade: desafios para a pesquisa e a pós-graduação. Rio de Janeiro: Quarteto, 2006 241-272.

MILL, D. (Org.). Dicionário crítico de educação e tecnologias e de educação a distância. Campinas, SP: Papirus, 2018.

PESCE, L.; HESSEL, A. Dialogia digital. In: MILL, D. (org.). Dicionário crítico de educação e tecnologias e de educação a distância. Campinas, São Paulo: Papirus, 2018.

SANTAELLA, L. Adeus às fronteiras entre natureza e cultura. Revista Observatório Itaú Cultural: OIC. - N. 19 (nov. 2015/maio 2016). – São Paulo: Itaú Cultural, 2007-ISSN 1981-125X (versão impressa)

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

Cabral, J. L. (2020). Metodologias ativas no Curso de Italiano da UFBA: relato de experiências inovadoras. Revista De Italianística, (40), 31-43. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.i40p31-43

Edição

Seção

Artigos