Sulla cortesia linguistica: un’analisi sociopragmatica di un’intervista tra Fabio Fazio e Antonio Di Pietro

  • Edoardo Natale Università di Modena e Reggio Emilia

Resumo

O presente artigo esboça uma análise do ato linguístico da discordância, segundo uma perspectiva sociopragmática, com o objetivo de estabelecer as diferenças conversacionais e culturais. Privilegiou-se a discordância como traço saliente porque ela permite analisar a qualidade da cortesia linguística presente numa interação ocorrida no programa televisivo “Che tempo che fa”, entre Fabio F

Biografia do Autor

Edoardo Natale, Università di Modena e Reggio Emilia

Fez o doutorado na Università di Modena e Reggio Emilia com uma tese sobre pragmática linguística. Graduou-se em Línguas Estrangeiras na Università di Napoli L’Orientale e terminou em 2004 um "master" na Università di Padova. Dedicou-se ao estudo do binômio “identidade italiana e imigração” e, posteriormente, aprofundou temas relacionados com a pragmática linguística. Foi assistente de língua em Marselha, lecionou linguística italiana na Universidade de Nabeul e na Cidade da Ciência de Túnis. Atualmente continua estudando pragmática constrastiva entre falantes italófonos e francófonos segundo a perspectiva sociopragmática no âmbito de diversos laboratórios na França (dentre os quais, Misha de Estrasburgo e Telecom-Bretagne). Ministrou seminários sobre o tema da cortesia linguística e sobre a didática das línguas na China, na Líbia e no Reino Unido.

Publicado
2011-12-30
Como Citar
Natale, E. (2011). Sulla cortesia linguistica: un’analisi sociopragmatica di un’intervista tra Fabio Fazio e Antonio Di Pietro. Revista De Italianística, (21-22), 65-80. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i21-22p65-80
Seção
Artigos