Cuidar da educação, da cultura e de si: horizontes de uma experiência de resgate da cultura popular na escola

  • Roberta V. Leite Universidade Federal de Minas Gerais
  • Miguel Mahfoud Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Educação escolar, Cultura popular, Fenomenologia, Pessoa

Resumo

Sob a ótica da Psicologia da Cultura, objetiva-se compreender os fundamentos de uma prática educativa de resgate da cultura popular no âmbito escolar como forma de contribuir para a consideração do nexo educação e cultura. O contexto investigado é Morro Vermelho, comunidade rural de Caeté/MG marcada pela vitalidade de suas tradições. Realizou-se entrevista semi-estruturada com a diretora da Escola Municipal do vilarejo, principal idealizadora do projeto que buscou transformar a relação entre a escola e a cultura local. Na análise fenomenológica dos dados, buscou-se apreender o dinamismo da consciência enquanto esta confere significados às vivências. Como resultados, encontraram-se duas categorias representativas das motivações que nortearam a iniciativa pioneira: a) cuidar da cultura que reconhece como constituinte de si; b) fomentar a participação das crianças na cultura como forma de cuidado com o seu presente e com o seu futuro. Os resultados apontam a proeminência da primeira categoria, mostrando porque fazer da cultura popular fonte da educação é tomado como dever da escola e levando à constatação da centralidade da pessoa do educador na revitalização da relação entre educação escolar e cultura popular. É o reconhecimento pessoal do enraizamento na tradição de que é herdeiro que lhe permite agir favorecendo tanto o fortalecimento da cultura quanto a recuperação da legitimidade da prática educativa realizada na instituição escolar.

Referências

Forquin J C. Escola e cultura: as bases sociais e epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre: Artes Médicas; 1993.

Grygiel S. L’uscita dalla caverna e la salita al Monte Moria: saggio su natura e civiltà. IlNuovo Areopago 2002;19(2/3):25-61.

Arendt H. Entre o passado e o futuro. 5nd ed. São Paulo: Perspectiva; 2000.

Faria Filho LM, Gonçalves IA, Vidal DG, Paulilo AL. A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na história da educação brasileira. Educação e Pesquisa [periódico online] 2004; Jan-Abr[retirado em 10 dez 2005]; 30(1). Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022004000100008& lng=pt&nrm=isso>.Acesso em: 10 dez. 2005.

Augras M. Psicologia e cultura: alteridade e dominação. Rio de Janeiro: Nau; 1995.

Bello AA. Culturas e religiões: uma leitura fenomenológica. Bauru: Edusc; 1998.

Mahfoud M. Empenhado na mudança do milênio: identidade, história e profecia em uma comunidade rural tradicional. Memorandum [periódico online] 2001a; Out[retirado em 12 jan 2006]; 1. Disponível em: <http://www.fafich.ufmg.br/~memorandum/artigos01/mahfoud01.htm>.

Mahfoud M. Emoções e imagens sagradas em festa popular brasileira de origem barroca. In: Massimi M, Silva PJC, organizadores. Os olhos vêem pelo coração: conhecimento psicológico das paixões na história da cultura brasileira dos séculos XVI a XVII. Ribeirão Preto (SP): Hollos; 2001b. p.108-21.

Mahfoud M, Ribeiro S M. Experiência religiosa e enraizamento social: festa e devoção dos emigrados em visita à comunidade rural de origem. Videtur [periódico online] 1999 [retirado em 12 jan2006]; 6. Disponível em: <http://www.hottopos.com.br/videtur6/migsim.htm>.

Araújo RA, Mahfoud M. A devoção a Nossa Senhora de Nazareth a partir da elaboração da experiência ontológica de moradores de uma comunidade tradicional. Memorandum [periódico online] 2004; Abr [retirado em 12jan 2006]; 6. Disponível em: <http://www.fafich.ufmg.br/~memorandum/artigos06/aramahfoud01.htm>.

Schmidt MLS, Mahfoud M. Dimensões da elaboração da experiência pessoal e coletiva em comunidades tradicionais da Estação Ecológica Juréia-Itatins. Interações 1997;2(3):67-76.

Mahfoud M. Percorrendo as distâncias: memória e história. In: Hoffmann A, Bueno JLO, Massimi M, organizadores. Percorrer distâncias: um desafio para a razão humana. São Paulo: Companhia Ilimitada; 2001c. p.53-64.

Halbwachs M. A memória coletiva. São Paulo: Centauro; 2004.

Alves AP, Mahfoud M. Cultura popular e cultura escolar em Morro Vermelho. In: V Congresso de Ciências Humanas, Letras e Artes / Conifes, 2001; Ouro Preto, Brasil. Ouro Preto: UFOP, 2001. Disponível em: http://www.ufop.br/ichs/conifes/anais/CMS/cms0501.htm>

Leite RV, Mahfoud M. O encontro entre cultura popular e cultura escolar a partir das elaborações de professores de uma comunidade tradicional. In: Anais do III Seminário de Pesquisa e Estudos Qualitativos e V Encontro de Fenomenologia e Análises do Existir; 2006Jun 1-3; São Bernardo do Campo, Brasil. São Paulo: SEPQ, 2006. Disponível em: <http://www.sepq.org.br/vefae/pdfs/pmchf2.pdf>.

Mahfoud M. Encomendação das almas: mistério e mundo da vida em uma tradicional comunidade rural mineira. In: Massimi M, Mahfoud M, organizadores. Diante do mistério: psicologia e senso religioso. São Paulo: Loyola; 1999. p.57-67.

Ribeiro ACF, Mahfoud M. A importância da tradicional festa do Senhor dos Passos Pequeno para o compartilhamento de significados no mundo da vida de uma comunidade rural. In: Anais da XXXV Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Psicologia [CD]; 2005 Out 25-28; Curitiba, Brasil. Ribeirão Preto: SBP; 2005.

Murta A. Barangandão arco-íris: 36brinquedos inventados por meninos. Belo Horizonte: Lapa Cia. de Ação Cultural; 1997.

Bello AA. Fenomenologia e ciências humanas: psicologia, história e religião. Bauru: Edusc; 2004.

Zilles U. Teoria do conhecimento. 2nd ed. Porto Alegre: Edipucrs; 1995.

Husserl E. A crise da humanidade européia e a filosofia. 2nd ed. Porto Alegre: EDIPUCRS; 2002.

Stein E. Estructura de la persona humana. In: Stein E. Obras completas. v. IV: Escritos antropológicos y pedagógicos. Vitória: Ed. El Carmen; Madrid: Ed. de Espiritualidad; Burgos: Ed. Monte Carmelo; 2003. p.555-749.

Stein E. Fundamentos teóricos do labor social de formación. In: Stein E. Obras Completas. v.IV: Escritos antropológicos y pedagógicos. Vitoria: El Carmen; Madrid: Ed. De Espiritualidad; Burgos: Monte Carmelo; 2003.p.127-48.

Stein E. Sobre el concepto de formación. In:Stein E. Obras Completas. v. IV: Escritos antropológicos y pedagógicos. Vitoria: El Carmen; Madrid: Ed. de Espiritualidad; Burgos: Monte Carmelo; 2003. p.177-94.

Stein E. Contribuiciones a la fundamentación filosófica de la psicología y de las ciencias delespíritu. In: Stein E. Obras completas. v.II: Escritos filosóficos: etapa fenomenológica. Vitoria: Ed. El Carmen; Madrid: Ed. De Espiritualidad; Burgos: Ed. Monte Carmelo,2005. p.207-520.

Bello AA. A fenomenologia do ser humano: traços de uma filosofia no feminino. Bauru: Edusc; 2000.

Bello AA. Introdução à fenomenologia. Bauru: Edusc; 2006.

Escosteguy AC. Os estudos culturais e a constituição de sua identidade. In: Guareschi NMF, Bruschi ME, organizadores. Psicologia social nos estudos culturais. Petropólis: Vozes;2003. p.51-74.

Publicado
2007-08-01
Seção
Pesquisa Original