Saúde e sagrado: representações da doença e práticas de atendimento dos Sacerdotes supremos do Candomblé jêje-nagô do Brasil

  • Alessandro de Oliveira dos Santos
Palavras-chave: Candomblé, Saúde, Doença, Sacerdote.

Resumo

O objetivo deste artigo é caracterizar a figura dos sacerdotes supremos do Candomblé Jejê-Nagô do Brasil, bem como as principais práticas de atendimento utilizadas por eles para promover a saúde, prevenir e lidar com a doença. No Brasil estes sacerdotes vêm se responsabilizando pelo atendimento a uma grande demanda por busca de alívio e ou tratamento no âmbito da doença, oferecendo, através de uma orientação transcendente, elementos para organizar a experiência caótica do sofredor e daqueles diretamente envolvidos no caso.

Biografia do Autor

Alessandro de Oliveira dos Santos
Psicólogo graduado pela Faculdade de Psicologia da PUC/S P, Mestre em Psicologia pelo instituto de Psicologia da ISP/SP, com bolsa de mestrado da FAPESP

Referências

Augras M. Psicologia e cultura. Rio de Janeiro, Nau, l995.

Barros JFR, Teixeira MLL. O código do corpo: inscrições e marcas dos orixás. In: Moura CEM. (Org.). Meu sinal está em teu corpo: escritos sobre a religião dos orixás. São Paulo, Edicon/ Edusp, 1989. p. 36-47.

Beniste J. Òrun, Àiye: o encontro de dois mundos: o sistema de relacionamento nagô-yorubá entre o céu e a terra. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1997.

Birman P. Fazer estilo criando gênero: possessão e diferença de gênero em terreiros de Umbanda e Candomblé. Rio de Janeiro, Relume Dumará, Ed. UERJ, 1995.

Costa-Rosa A. Práticas de cura nas religiões e tratamento psíquico em saúde coletiva. São Paulo, 1995. [Tese de Doutorado - Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo]

Csordas TJ. Health and lhe holy in African and Afro-American spirit possession. Social Science and medicina, 24: l-l 1, 1987.

Eliade M. O sagrado e o profano. São Paulo, Martins Fontes, 1992.

Espinheira CGA. Mal estar na racionalidade: os limites do indivíduo na medicina e na religião. São Paulo, 1996. [Tese de Doutorado -Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo].

Ferreira AB. Novo dicionário da língua portuguesa. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1986.

Geertz C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro, Zahar, 1978.

Greenfield SM. Spirits and spiritist therapy in southern Brazil: a case study of an in novative, syncretic, healing group. Culture, Medicine and Psychiatry, 16: 23-52, 1992.

Herzlich C. A problemática da representação social e sua utilidade no campo da doença. Physis, 1:23-26, 1991.

Krippner S. Cross-cultural approaches to multiple personality disorder: therapeutic practices in Brazilian spiritism. Humanistic Psychologist, 14: 176-193, 1986.

Làngdon EJ. A doença como experiência: a construção da doença e seu desafio para a prática médica. Florianópolis, UFSC, 1996.

Laplantine F. Antropologia da doença. São Paulo, Martins Fontes, 1991.

Laznik PMC. Mythical and ritual itinerary of acure according to the tradition of the Candomblé. Psychanalystes, 47: 79-87, 1992.

Montero P. Da doença à desordem. Rio de Janeiro, Graal, 1985.

Monteiro DT. A cura por correspondência. Religião e Sociedade, 1: 61-79, 1977.

Prandi R. Herdeiras do Axé. São Paulo, Hucitec,1996.

Rabelo MC. Religião e cura: algumas reflexões sobre a experiência religiosa das classes populares urbanas. Cadernos de Saúde Pública. 9(3):316-325,1993.

Ribeiro RI. Alma africana no Brasil: os iorubás. São Paulo, Oduduwa, 1996.

Santos AO. Representações sociais de saúde e doença no Candomblé Jêje-Nago do Brasil. São Paulo, 1999. [Dissertação de Mestrado - Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo]

Silveira N. Jung: vida e obra. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1990.

Teixeira MLL. A encruzilhada do ser: representações da loucura em terreiros de Candomblé. São Paulo, 1994. [Tese de Doutorado - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo]

Veyrat JG, Ferrier J. From haitian Voodoo and brazilian Candomblé to european hyperpnea: applications to psychosomatic medicine. Annales Medico Psychologiques, 147: 341-347, 1989.

Warrend D. A terapia espírita no Rio de Janeiro. 1984;11:56-83.

Publicado
1999-10-04
Seção
Original/Atualização