Do Zero a Bovero: História e ativação dos arquivos referentes à Escola boveriana de Anatomia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-2158.i10p216-253

Palavras-chave:

Alfonso Bovero, Arquivos de cientistas, Universidade de São Paulo, História da ciência

Resumo

A ativação de um arquivo prescinde o conhecimento da história das instituições que os produziram. Foi no sentido de capacitar os arquivos da Escola boveriana, ao trabalho de historiadores e demais pesquisadores, que desenvolvemos nossa pesquisa. Dessa maneira, pensando na trajetória dos atores e cenários referentes ao recorte proposto sob a luz das preocupações e métodos da arquivologia, pudemos dar os primeiros passos em direção ao pleno funcionamento dos serviços arquivísticos das instituições sede – Museu de Anatomia Humana do ICB-USP (MAH) e Departamento de Cirurgia da FMVZ- USP (VCI) – que guardam os vestígios materiais da Escola boveriana. É certo que ainda estamos apenas começando a ter contato com esse vasto conteúdo material, mas é possível afirmar que já existe o mínimo de tratamento e conhecimento processual arquivístico para dar suporte às pesquisas que pretendam utilizar os arquivos aqui trabalhados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jose Guilherme Veras Closs, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

Aluno de graduação em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Pesquisador de Iniciação Científica pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ-USP) com auxílio pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

Maria Angelica Miglino, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária

Professora Titular do Departamento de Cirurgia da FMVZ-USP. Vice-coordenadora do Programa de Pós-graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres. É membro da Real Academia de Ciências Veterinárias da Espanha. Sócia da Sociedade Brasileira de Anatomia, World Association of Veterinary Anatomists, e da American Society of Anatomy. É pesquisadora principal do INCT (Instituto Nacional de C&T; em Células-tronco e Terapia Celular no Câncer). Colaboradora do CEPID, Thecnology Transfer Project e Centro de Terapia Celular.

Edson Aparecido Liberti, Universidade de São Paulo. Instituto de Ciências Biomédicas.

Professor Titular do Departamento de Anatomia do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo. Curador do museu de Anatomia Professor Alfonso Bovero do ICB/USP, e responsável pelo Programa de Doação Voluntária de Corpos para o Ensino de Anatomia Humana do DA-ICB/USP.

Referências

ASSIS, G.P. Antecedentes da criação do curso de Veterinária no estado de São Paulo. In: VISINTIN, J.A. [org.]. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo: 100 anos de história (1919-2019). São Paulo: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. 2019. p. 19-34.

ASSIS, G.P. Do Instituto de Veterinária à Escola de Medicina Veterinária de São Paulo. In: VISINTIN, J.A. [org.]. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo: 100 anos de história (1919-2019). São Paulo: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. 2019. p. 74.

ASSIS, G.P. Fatores determinantes na criação do curso de Veterinária de São Paulo (1919-1937). In: VISINTIN, J.A. [org.]. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo: 100 anos de história (1919-2019). São Paulo: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. 2019. p. 35-46.

BELLOTTO, H.L. Arquivos Permanentes: tratamento documental. 4a ed., Rio de Janeiro: FGV. 2007.

BIRGEL, E.H. As passagens do Ensino da Veterinária em S. Paulo! 95 anos de Ensino de Medicina Veterinária no Estado, dos quais: 80 anos na Universidade de São Paulo. In: Academia Paulista de Medi-cina Veterinária. Reminiscências e história da Veterinária. São Paulo: Apamvet, 2014. Disponível em: //www.apamvet/11-11-2014.pdf. Acesso em: 07 mai. 2020. p. 15

LIBERTI, E. A escola anatômica de Bovero: de onde veio, para onde vai? O anatomista, ano 1, v.1, p.4-10. Disponível em: http://www.sbanatomia.org.br/arquivos/v1n1.pdf. Acesso em: 1 ago. 2019. 2010. p. 5.

LIBERTI, E.A. “Arteriografia” da 1a e 2a Gerações da Família Anatômica de Alfonso Bovero. “Ramos” da Cidade de São Paulo. São Paulo: S/Ed. 2014.

MORAD, J.F.M.; SIMONETI, F.S.; SCARPANTI, F.G. Escola Anatômica de Sorocaba: de Bovero até os dias de hoje. Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, v. 15, n. 1, p. 215 - 218, 2013.

MOTA, A. Il Signore Alfonso Bovero: um Anatomista Ilustre na Terra dos Bandeirantes, São Paulo 1914-1937. O Anatomista, v. 4, a. 2, p. 45-67, 2011.

MOTTA, A. A casa de Arnaldo. In: Motta, André. Tropeços da medicina bandeirante: medicina paulis-ta entre 1892-1920. São Paulo: Edusp. p.167-220. 2005.

SANTOS, P.R.E. Arquivos de Cientistas: gênese documental e procedimentos de organização. São Paulo: ARQ-AP, 2012.

SINGER, C. Uma breve história da anatomia e fisiologia desde os Gregos até Harvey. Editora da UNICAMP, 1996. p. 11.

STOPIGLIA, A.J. Da Faculdade de Medicina Veterinária à Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP (1938-1969). In: VISINTIN, J.A. [org.]. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo: 100 anos de história (1919-2019). São Paulo: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. 2019. p. 101.

TALAMONI, A.C.B. No anfiteatro da anatomia: o cadáver e a morte. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.

TALAMONI, A.C.B.; BERTOLLI FILHO, C. A anatomia e o ensino de anatomia no Brasil: a escola boveriana. História, Ciências, Saúde - Manguinhos, vol. 21, núm. 4, octubre-diciembre, 2014, pp. 1301-1322

VISINTIN, J.A. [org.]. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo: 100 anos de história (1919-2019). São Paulo: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zoo-tecnia. 2019.

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

Closs, J. G. V., Miglino, M. A., & Liberti, E. A. (2020). Do Zero a Bovero: História e ativação dos arquivos referentes à Escola boveriana de Anatomia. Khronos, (10), 216-253. https://doi.org/10.11606/issn.2447-2158.i10p216-253