Arralbal, arrebol: análise de “Arrabal” de Jorge Luis Borges

  • Thiago Ernesto Silveira de Castro Universidade de São Paulo
Palavras-chave: literatura hispano-americana, literatura argentina, Jorge Luis Borges, vanguardas latinoamericanas.

Resumo

Este ensaio tem como objetivo discutir aspectos da poesia inicial de Jorge Luis Borges, a partir da leitura de um dos poemas presente em Fervor de Buenos Aires, primeira reunião poética publicada pelo escritor argentino. Buscou-se, com o esforço de interpretação do poema “Arrabal”, compreender melhor os elementos principais do primeiro momento de Borges, enquanto poeta, não ignorando as particularidades desse texto, central no livro em que se encontra. Além disso, no presente trabalho é feita uma breve análise do lugar da produção poética inicial borgeana no contexto literário argentino, detendo-se na relação que mantém a poesia do escritor com o período das vanguardas e com a tradição letrada de seu país. Isso é, esse estudo busca delimitar e compreender os motivos formais e temáticos no primeiro livro do escritor portenho, relacionados, respectivamente, à construção de imagens nacionais da Argentina, a partir de sua capital, e à estética ultraísta, a qual manteve certa influência sobre o escritor no início de sua carreira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Ernesto Silveira de Castro, Universidade de São Paulo

Bacharelando em Letras (Português e Espanhol) pela Universidade de São Paulo. Desenvolveu, na área de literatura portuguesa, um estudo sobre o escritor lusitano José Saramago e atualmente realiza um trabalho individual de graduação sobre a poeta argentina Tamara Kamenszain.

Publicado
2018-04-28
Como Citar
Castro, T. (2018). Arralbal, arrebol: análise de “Arrabal” de Jorge Luis Borges. La Junta (São Paulo), 2(1), 48-57. https://doi.org/10.11606/issn.2594-7753.lajunta.2018.145733
Seção
Dossiê: A poesia vanguardista Hispano-americana