Voltar aos Detalhes do Artigo Do perfume de rosas à planta aromática do açafrão no <em>Index</em> e nas <em>Enarrationes</em> de Amato Lusitano: aplicações terapêuticas Baixar Baixar PDF