Considerazioni sulla prima crisi imperiale e la condizione dell’intellettuale in Età Neroniana

Autores

  • Carlotta Montagna University College of London

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v17i1p34-41

Palavras-chave:

Nero, crise, intelectual, Sêneca, Lucano, Pérsio

Resumo

Sob Nero, a sociedade romana enfrentou sua Primeira Crise Imperial, consequência de um nível de poder e assistencialismo sem precedentes que se deveu sobretudo à falta de diretrizes políticas e culturais bem definidas após a morte de Augusto. Em vez de convenientia ou πρέπον, os intelectuais da época privilegiaram a novitas e o exibicionismo, criando assim a poética do impressionante. Quanto mais o poder imperial foi assumindo conotações absolutistas e despóticas, menos o papel e a contribuição social do intelectual pareceram dignos de consideração. Consequentemente, os intelectuais sugeriram um novo conceito de homem de letras, concentrando-se nos aspectos psicológicos do comportamento humano, como é o caso de Sêneca. A alternativa possível, conscientemente adotada por Lucano na Farsália, foi empenhar-se num gênero de poesia macabro e difamatório: a expressão de uma condição comum de fraqueza mental. Nesse sentido, as soluções estilísticas de Lucano são dignas de consideração: por meio de seu modus scribendi ardens e concitatus, Lucano expressou sua visão trágica da realidade e se desviou da tradição literária romana, que concedia pouco espaço para a irracionalidade. Sob Nero, houve uma renovação do interesse filosófico, mas já não parecia possível acreditar nas filosofias tradicionais. A persistência da crise levou os intelectuais de início a aceitar passivamente o status quo, mas depois passaram a se afastar dignamente da cena pública. Os hexâmetros de Pérsio nas Sátiras são emblemáticos a esse respeito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2013-06-27

Como Citar

Montagna, C. (2013). Considerazioni sulla prima crisi imperiale e la condizione dell’intellettuale in Età Neroniana. Letras Clássicas, 17(1), 34-41. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v17i1p34-41

Edição

Seção

Artigos