O “realismo” platônico: uma resposta possível no Fédon ou sobre a imortalidade da alma

Autores

  • Rachel Gazolla de Andrade Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; Departamento e Programa de Pós-Graduação em Filosofia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i2p127-140

Palavras-chave:

alma, corpo, lógos, mito, realismo, idealismo.

Resumo

O texto pretende apresentar uma leitura do Fédon pouco assentada pela tradição interpretativa, e busca resgatar o Platão que se debate com as teses dos antigos físicos e com as afirmações mítico-religiosas de cunho órfico, ao invés de afirmá-las. O centro do diálogo – a imortalidade da alma – serve para que o filósofo evidencie o que é a filosofia e a separação analógica corpo-alma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1998-10-12

Como Citar

Andrade, R. G. de. (1998). O “realismo” platônico: uma resposta possível no Fédon ou sobre a imortalidade da alma. Letras Clássicas, (2), 127-140. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i2p127-140

Edição

Seção

Artigos