A utilização de recursos formais na tragédia Fedra de Sêneca

Autores

  • José Eduardo dos Santos Lohner Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i3p163-180

Palavras-chave:

poesia dramática latina, Sêneca, Fedra, estrutura formal

Resumo

Tendo em vista que a peça Fedra de Sêneca apresenta em sua estrutura algumas particularidades em comparação com as outras peças supérstites, este estudo examina essa estrutura, o modo de ordenação dos elementos do enredo, chama a atenção para certos recursos formais observáveis no conjunto do poema bem como em algumas de suas seções, e procura mostrar a coerência dessas particularidades estruturais e recursos formais com o significado alegórico dado pelo autor ao enredo, na intenção de representar um tópico da doutrina estóica referente à manifestação das paixões na alma humana e a como os desequilíbrios passionais e os males decorrentes deles se enquadrariam num mundo regido pela providência divina. Ressalta-se, assim, uma das características da poesia dramática de Sêneca, ou seja, a relevância do tratamento formal para o significado do poema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1999-10-13

Como Citar

Lohner, J. E. dos S. (1999). A utilização de recursos formais na tragédia Fedra de Sêneca. Letras Clássicas, (3), 163-180. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i3p163-180

Edição

Seção

Artigos