Safo, ou a beleza fragmentária

  • Ana Paula Pinto Universidade Católica Portuguesa; Faculdade de Filosofia, Braga
Palavras-chave: literatura grega, Safo

Resumo

Safo e o fragmento 2 L–P. A irregularidade do processo de transmissão como fundamento para os problemas de delimitação, fixação e interpretação do texto. Análise morfossintáctica, dialectal, semântica e estrutural. Tentativa de interpretação da mensagem poética.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-12-18
Como Citar
Pinto, A. (2006). Safo, ou a beleza fragmentária. Letras Clássicas, (10), 65-88. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i10p65-88
Seção
Artigos