Militia amoris em Amores 1.9 e na Ars amatoria 2.233–248 ovidiana: identidade ou paralelismos?

Autores

  • Matheus Trevizam Universidade Federal de Minas Gerais; Faculdade de Letras

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i10p139-156

Palavras-chave:

Ovídio, elegia, topoi, Amores, Ars amatoria

Resumo

Neste artigo, pretendemos mostrar como o emprego que Ovídio faz do mesmo topos elegíaco da militia amoris em Amores 1.9 e, depois, em Ars amatoria 2.233–48 não implica identidade de sentido, mas, ao contrário, revela modos particulares de significar relacionados com o contexto de cada obra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-12-18

Como Citar

Trevizam, M. (2006). Militia amoris em Amores 1.9 e na Ars amatoria 2.233–248 ovidiana: identidade ou paralelismos?. Letras Clássicas, (10), 139-156. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i10p139-156

Edição

Seção

Artigos