Encenando amizade: Pílades e Orestes na tragédia

Autores

  • Orlando Luiz de Araújo Universidade Federal do Ceará; Departamento de Letras Estrangeiras

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i12p25-35

Palavras-chave:

Tragédia grega, amizade, Orestes, Pílades

Resumo

Os poetas épicos são pouco explícitos sobre a relação de amizade entre Pílades e Orestes. A poesia trágica, entretanto, ocupar-se-á do tema. N’As Coéforas, de Ésquilo, é Pílades quem aconselha o amigo sobre o que fazer; em Electra, a despeito do silêncio que Sófocles imprime a Pílades, esse é ainda o protetor e fiel amigo de Orestes. Por fim, Eurípides, em Electra e Orestes, menciona a afeição entre Pílades e Orestes. Desse modo, pretende-se, mostrar a importância da amizade no mito antigo que envolve Orestes e, em especial, nas tragédias acima.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-12-19

Como Citar

Araújo, O. L. de. (2008). Encenando amizade: Pílades e Orestes na tragédia. Letras Clássicas, (12), 25-35. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i12p25-35

Edição

Seção

Artigos