O De ratione studii (ou Plano de estudos), de Erasmo de Rotterdam

Autores

  • Fabrina Magalhães Pinto Universidade Federal Fluminense (UFF)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i13p29-47

Palavras-chave:

Erasmo, humanismo, educação, retórica, filosofia, cristianismo

Resumo

Este artigo investiga alguns dos princípios fundamentais da renovação pedagógica proposta pelo humanista holandês Erasmo de Rotterdam, sobretudo a partir da publicação, em 1511, do De ratione studii, um dos principais textos da Renascença a sintetizar os ideais humanistas, que por muito tempo influenciou a composição de diversos manuais educacionais. Premissas como a valorização da sapientia dos Antigos, o postulado da variatio e a liberdade criativa do aluno são questões fundamentais que perpassam a totalidade dos textos erasmianos dedicados à educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-19

Como Citar

Pinto, F. M. (2009). O De ratione studii (ou Plano de estudos), de Erasmo de Rotterdam. Letras Clássicas, (13), 29-47. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i13p29-47

Edição

Seção

Artigos