Sententiae na épica latina

  • Martin T. Dinter King’s College London / Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Sententiae, épica latina, Virgílio, Lucano, fuga, apocalipse

Resumo

Este artigo examina as sententiae, um expediente retórico bastante negligenciado da épica latina, em Virgílio e Lucano. Enquanto as sententiae de Virgílio são frequentemente citadas por autores posteriores, Lucano, em particular, ficou famoso na Antiguidade por suas sententiae altamente retóricas (Inst. Or. 10.1.90). Lucano concentra seus esforços no nível sintático a fim de criar frases únicas e memoráveis, as quais asseguram o Nachleben de seu épico – haja vista que são extraíveis de seus contextos originais e realocáveis em novos contextos. Ler Lucano como uma mina de versos singulares não é uma imposição moderna, mas, ao contrário, confirma que este estilo de leitura exibe a força de formulações enérgicas sobre temas-chave da épica lucaniana, tais como derrocada e fuga. As sententiae estabelecem as leis da épica e, simultaneamente, criam um discurso sobre valores que se estendem por toda a épica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-12-19
Como Citar
Dinter, M. (2010). Sententiae na épica latina. Letras Clássicas, (14), 51-62. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i14p51-62
Seção
Artigos