Erysichtonis ora profani: no crisol das formas mutáveis

Autores

  • Joaquim Brasil Fontes Universidade Estadual de Campinas; Faculdade de Educação

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i9p181-214

Palavras-chave:

Hino a Deméter, metamorfose, intertextualidade, Erisícton, Ovídio, Calímaco, gêneros

Resumo

Este artigo estuda, a partir do Hino Homérico a Deméter, o episódio de Erisícton nas Metamorfoses ovidianas [725-884] e no Hino a Deméter, de Calímaco, procurando compreender, no pano-de-fundo de uma teoria dos gêneros antigos e modernos, o diálogo que estabelecem umas com as outras essas pequenas jóias da poética grega e latina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2005-10-26

Como Citar

Fontes, J. B. (2005). Erysichtonis ora profani: no crisol das formas mutáveis. Letras Clássicas, (9), 181-214. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i9p181-214

Edição

Seção

Artigos