[1]
L. T. de Almeida, “‘Matar um homem não é defender uma doutrina, é matar um homem’: notas sobre a estratégia argumentativa de Sébastien Castellion no caso Miguel Servet”, Let. Cláss., vol. 17, nº 1, p. 97-108, ago. 2016.