De “Rentier State” a “Global Emirates”: Uma Breve Análise Política e Socioeconômica dos Emirados Árabes Unidos até o Momento do Golfo (1971-2011)

  • Cairo Gabriel Borges Junqueira
Palavras-chave: Oriente Médio, Emirados Árabes Unidos, Momento do Golfo

Resumo

A região do Oriente Médio é, per si, símbolo de pluralidade política, econômica e cultural. O mesmo se diz do Golfo Pérsico, território amplamente conhecido por abrigar monarquias e o Conselho de Cooperação do Golfo (CCG). Dentre os membros da organização, um vem se destacando por expressar seus anseios e vontades nas relações internacionais na última década: os Emirados Árabes Unidos (EAU). Com aproximadamente quarenta anos de autonomia, o país tornou-se marco de internacionalização econômica e símbolo de progresso, estabilidade e identidade nacional durante o período denominado “Momento do Golfo”. O presente artigo objetiva analisar os principais aspectos históricos, políticos, econômicos e sociais recentes motivadores do sucesso de inserção internacional promovido pelos emirados nos últimos anos. Na conclusão há a confirmação da hipótese inicial, a qual se sustenta na afirmação de que a configuração política (federalismo), a estabilidade doméstica, o processo de nation-building, as imensas reservas de petróleo, a inclusão social das mulheres e as estratégias diplomáticas foram variáveis cruciais, e essenciais no caso da construção nacional, para a consolidação do momentum emirati.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cairo Gabriel Borges Junqueira
Mestre em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília. Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista
Publicado
2014-12-22
Como Citar
Junqueira, C. (2014). De “Rentier State” a “Global Emirates”: Uma Breve Análise Política e Socioeconômica dos Emirados Árabes Unidos até o Momento do Golfo (1971-2011). Leviathan (São Paulo), (9), 111-126. https://doi.org/10.11606/issn.2237-4485.lev.2014.132360
Edição
Seção
Relações Internacionais