Biblioteca: de fronteiras, saberes e livros

  • Maria Elisa Rodrigues Moreira Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

A biblioteca aparece nas obras de Jorge Luis Borges e Italo Calvino como uma figura emblemática para que pensemos a literatura de ambos os escritores como espaço transdisciplinar de produção de saberes, principalmente a partir da estrutura narrativa impressa pelos autores a suas obras. Figura fronteiriça, a biblioteca se imbrica com o arquivo, a coleção, a enciclopédia e o museu, constituindo-se num lugar de saber, de memória e de deslocamento, para o qual contribuem a História, a Filosofia, a Literatura e a Comunicação.

Biografia do Autor

Maria Elisa Rodrigues Moreira, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutora em Literatura Comparada – Universidade Federal de Minas Gerais/Bolsista cnpq.
Publicado
2012-04-28